Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A QUEDA DOS DEUSES

Quarta-feira, 04.11.15

 

“Os deuses que sonhámos quando moços

E adorámos, de joelhos, como quem

Deles espera, ansioso, todo o bem,

Caíram do altar e são destroços.”

 

Diniz da Luz

 

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 22:51

O MORRO ALTO

Quarta-feira, 04.11.15

O Morro Alto é um dos lugares mais emblemáticos da ilha das Flores. Por um lado é o ponto mais alto da ilha, tendo mais de novecentos metros de altitude e, por outro, do seu cimo obtêm-se uma belíssima vista panorâmica de toda a ilha, nomeadamente sobre lagoas e vales verdejantes, onde correm pequenas ribeiras, e sobre as localidades de Ponta Delgada, Fajã Grande e Fajãzinha. Como em tempos idos se costumava dizer, de lá vê-se mar à volta de toda a ilha. Trata-se de um acidente geológico, o mais proeminente relevo da maior ilha do grupo ocidental açoriano e tem o seu ponto mais elevado a 914 metros acima do nível do mar. Atualmente integra a Zona Especial de Conservação da Zona Central-Morro Alto. Nas suas proximidades encontra-se o Pico da Burrinha, a Testa da Igreja e o Pico dos Sete Pés. Nos planaltos que o rodeiam, do lado da Fajã Grande, as Pontas Brancas, a Burrinha, a Água Branca e o Rochão Grande. Ao lado as lagoas Funda, Comprida, Seca, da Água Branca e ainda o serpentear da Ribeira Grande e de muitos outros veios de água. O Morro Alto como que se transformou assim num belo miradouro pertencente ao concelho das Lajes das Flores, no enfiamento do de Santa Cruz e na fronteira da Fajã Grande com a freguesia de Santa Cruz, dentro de uma área classificada como paisagem protegida pela sua variada biodiversidade.

O Morro Alto é o ponto mais alto da ilha, no seu topo observa-se o processo traquítico representado pelo Pico da Sé, formando um imponente aparelho vulcânico encaixado entre dois profundos vales de erosão, cavados pelas Ribeiras da Badanela e da Fazenda.

O clima atlântico húmido funciona como um modelador ecológico originando a “zona dos nevoeiros” com ventos muito fortes e elevada pluviometria, promovendo o aparecimento de turfeiras, no local onde predomina o cedro-do-mato  o que dá a esta zona alta uma fisionomia peculiar e distinta do resto da ilha. O miradouro ali situado fica a grande altitude e debruça-se a partir do Morro Alto sobre uma paisagem de vegetação endémica bastante variada, com extensos maciços de florestas de Laurisilva características da Macaronésia sendo por isso um local classificado de paisagem protegida. A altitude permite uma vista abrangente de grande parte da ilha das Flores e do mar que a rodeia.

Outrora o Morro Alto era passagem obrigatória de quem se deslocava da Fajã Grande para os Cedros, quer em negócios, em visita de amigos ou pela festa de São Roque. Da mesma forma calcorreavam o Morro Alto os homens da Fajã que em dia de Fio se deslocavam pela Burrinha e Água Branca para juntar as ovelhas dispersas naquelas longínquas paragens. De resto um deserto permanente. Hoje um local de grande interesse turístico.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas