Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PARTE II - I ATO CENA 3

Domingo, 05.03.17

Batem à porta. Amélia dirige-se para a porta e abre-a. È a Rosa Maiata muito exaltada).

AMÉLIA         - Ah! É a senhora Rosa. Entre, entre.

ROSA M.        (À porta)  - Nem é preciso entrar que não tenho tempo. Teu pai está? Não me vou demorar. É só uma palavrinha com ele.

PAI                  - Estou sim Rosa, entra. Que me queres?

ROSA M.        (Continuando à porta) – Antonho, passaste há pouco tempo na minha do Pico? Junto à ramada das Faias do Norte tinha um eito com uma grandeza de morangos. Não sei se chegaste a vê-los? Era uma lindeza! Sabes o que aconteceu?

PAI                  - Não sei. Nem percebo o que tenho a ver com isso.

ROSA M.        (Mais exaltada) – Ai não tens, não! Vamos ver, vamos ver! Pois olha, foi a Maria Fangueiro que me veio contar tim-tim-por-tim, que o teu Álvaro vinha com a ovelha do Canto do Areal. A maldita fugiu-lhe, foi para cima dos morangos e deu-me cabo deles todos. E agora? Quem mos paga? E tu dizes que não tens nada a ver com isto!

AMÉLIA         - A sra Rosa sabe bem que a Maria Fangueiro é uma grande mexeriqueira e inventa muitas coisas…

PAI                  - Rosa. Viste alguma coisa? Viste alguém meu lá? Não viste, pois não? Então não podes acreditar no que se diz. Diz-se tanta mentira nesta freguesia…

ROSA M.        - Ah! É assim. Pois vou fazer queixa ao regedor.

PAI                  - Vai-te queixar ao diabo-que-te-carregue. (Levanta-se e fecha a porta)

                        Sentam-se à mesa, comendo pão e queijo.

AMÉLIA         - Está vendo pai? É preciso por cobro nisto. A Maria Fangueiro inventa muita coisa, mas esta da ovelha fugir para cima dos morangueiros…

PAI                  - Tenho que falar com ele. É melhor a ovelha passar a andar amarrada.

ALÍPIO           - Ó pai, não adianta nada! Ele é um caganita! Não a aguenta!

AMÉLIA         - Pai! Olhe que não há mais queijo. - (Para o Justino) – Justino não sabes que esse bocado maior é para pai. – (Para o Pai) – Logo à noite posso tirar dois ou três litros do que vai para a Máquina para fazer um queijo?

PAI                  - Este mês já se tem tirado muito… Mas olha, como já estão há três meses sem pagar, o melhor é ficar com ele em casa para bebermos e fazer queijo.

JUSTINO        - O melhor era deixar a Cooperativa e mudarmos para a Máquina de Cima. O Martins & Rebelo paga todos os meses e paga mais cinco centavos por litro do que a Máquina de Baixo. Muitos já se passaram para a de Cima

PAI                  - Isso é que nunca!... Sempre estive na Cooperativa e dela nunca hei-de sair. O Martins & Rebelo o que quer é destruir a Cooperativa. Paga mais agora e depois quando a Cooperativa acabar vai pagar o leite ao preço que quiser. Os que mudam estão a vender-se, estão a destruir a Cooperativa por cinco ou dez centavos. E o trabalho e sacrifício que foi para a criar!... Eu fui um dos fundadores e de lá nunca hei-de sair. Para esse ladrão do Martins & Rebelo é que nunca vou. Prefiro dar o leite inteiro aos bezerros e ao porco.

AMÉLIA         - Pai! Não diga isso! Sei que não gosta do Martins e Rebelo. Mas…É melhor então fazer queijos e até podemos vender alguns.

 

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas