Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A FAJÃ GRANDE NO MOMONDO

Quinta-feira, 26.01.17

O Site Momondo, fundado por Thorvald Stigsen, é um conhecidíssimo motor de busca de viagens, independente e gratuito, revelando não apenas os preços de hotéis e de viagens mas também rotas e locais de interesse a visitar. Para este portal viajar é alimentar o sentido de aventura instintivo que nos leva a explorar, a procurar novos caminhos, a ver todos os dias o mundo sob um olhar diferente, a descobrir novos lugares e mergulhar num mundo de oportunidades inesperadas, pelo que, consequentemente tem como objetivo principal viajar pelo mundo e divulgar através de textos e imagens as descobertas dessas viagens, ou seja os locais de maior interesse.

Recentemente o referido site divulgou uma reportagem intitulada Açores: Grupo Ocidental – A magia do Atlântico. Para os autores da mesma, os Açores e mais concretamente as Flores e o Corvo são ainda um paraíso desconhecido para muitos portugueses. Por isso o Mumondo convidada os seus visitantes a embarcarem numa viagem mágica a um Portugal mais atlântico e tão diferente do resto, mas que está ao alcance de todos. Neste artigo a viagem será até ao grupo ocidental composto pela ilha das Flores e pela ilha do Corvo.

O texto referido afirma ainda que o Atlântico infinito desliza por debaixo de nós, fluído, aparentemente uniforme, absolutamente plano, com incontáveis declinações de azul, do índigo ao bebé. Os reflexos adornam-no, ora subtis, ora intensos, num bailado incessante com as sombras ditadas pelas nuvens que nos acompanham nesta viagem, rebeldes, sem ordem e que o acaso projecta na sua superfície. Ao longe, primeiro como se tratasse de uma miragem ou da distorção da diminuta janela da aeronave, agitada pela trepidação de enormes hélices que nos fazem duvidar, sem motivo, da adequação deste aparelho voador a meteorologias tão instáveis, surgem duas pequenas irregularidades no horizonte perfeito. Os minutos escoam-se, inquietos, acumulando-se no relógio de pulso, par a par com as pulsações no coração, materializando a antecipação da chegada ao Grupo Ocidental do arquipélago dos Açores. É quase palpável a excitação. Flores e Corvo.

Mas é sobretudo de destacar a referência muito concreta à Fajã Grande e às suas belezas naturais. Assim pode ler-se no mesmo texto: No lado Oeste da ilha, pela estrada que serpenteia pela encosta abaixo, há um monumento natural que se destaca na paisagem, emoldurado na Primavera e Verão por milhares de hortênsias em flor: a Rocha dos Bordões! A formação geológica, com dezenas de linhas verticais de origem vulcânica, parece desenhada na falésia! Continuando a descer, tomamos rumo em direção à Fajã Grande, onde a estrada acaba. Mas não sem antes fazer um pequeno desvio, para visitar a aldeia da Cuada. A pé, uma vez mais, entramos numa viagem no tempo, para trás e para a frente. Passamos a explicar: a Cuada transformou-se numa unidade hoteleira a céu aberto, talvez o mais bem sucedido exemplo de turismo de aldeia em Portugal. Abandonada em meados do século passado pelas sucessivas vagas de emigração que assolaram os Açores, foi lentamente sendo adquirida e recuperada por Teotónia e Carlos Silva, um casal visionário que se recusou a aceitar o fado a que parecia destinada. Casa a casa, a aldeia ressuscitou, e são hoje os turistas que aqui se alojam que lhe trazem de novo vida.

De seguida, continua, à laia de conclusão : Mas o destino desta jornada é mesmo a Fajã Grande:a localidade mais ocidental da Europa! Ao chegar, instalamo-nos confortavelmente no bar Maresia, afundados num dos sofás vintage a quem a idade não parece fazer mossa, a poucos metros do oceano, que marulha suavemente. Aqui o bom gosto musical casa-se em harmonia com a tranquilidade que a vista proporciona. O entardecer toca a perfeição! E ali, a poucas centenas de metros, o ilhéu de Monchique ergue-se, orgulhoso, como o último território europeu antes do vazio que só terminará do outro lado do Atlântico, na costa norte-americana.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas