Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AUGUSTO RIBEIRO

Terça-feira, 07.06.16

O escritor e jornalista Augusto de Lemos Álvares Portugal Ribeiro nasceu em Angra do Heroísmo, ilha Terceira, em16 de Maio de1853 e faleceu em Lisboa, 20 de Setembro de 1913. Nascido no seio de uma família liberal, empenhou-se ao longo da sua vida na defesa dos valores constitucionais e numa luta constante contra o clero mais conservador. Pela publicação de Os lazaristas nos Açores, foi excomungado pelo então bispo de Angra, D. João Maria Pereira do Amaral Pimentel. Ainda no Liceu de Angra revelou as suas capacidades intelectuais, colaborando numa publicação literária denominada O Lyceu. Foi também o fundador, em 1876, da folha liberal A Ideia Nova. Em 1878 abandonou as ilhas e fixou-se em Lisboa, onde fundou com o conde de Melício o Comércio de Portugal. Empregou-se na Direção Geral do Ultramar. De 1886 a 1890, foi secretário dos ministros da Marinha e do Ultramar. Na legislatura de 1887 a 1890 exerceu funções de deputado pela província de Angola, tendo resignado como forma de protesto contra o Ultimato Inglês. Tornou-se um especialista em assuntos coloniais, defendo de forma intransigente o império nos seus artigos. Colaborou na Revolução de Setembro, Correspondência de Portugal, País, Progresso, Diário Popular, Diário de Notícias, com uma crónica semanal sobre as colónias, entre 1903-1907. Monárquico convicto isolou-se e abandonou a atividade política após o regicídio, desvinculando-se do Partido Progressista. Contudo, continuou a interessar-se pelas colónias, nomeadamente, na defesa dos agricultores de S. Tomé. Profundo conhecedor da administração colonial, foi nomeado professor da Escola Superior Colonial, de 1906 a 1913. Paralelamente dedicou-se à investigação histórica e muitos dos seus artigos foram transcritos na imprensa estrangeira. Enveredou também pela crítica literária e teatral, sobre alguns escritores seus contemporâneos. Usou com alguma frequência o pseudónimo de Ruy Álvares. Era sócio honorário da Sociedade de Geografia de Londres, do Instituto Internacional Colonial de Bruxelas, da Academia Indo-Chinesa e da Sociedade de Estudos Coloniais de Paris, entre outros. Em Portugal era sócio efectivo da Sociedade de Geografia de Lisboa, do Instituto de Coimbra e da Associação de Arquitectos e Arqueólogos Portugueses. Era Comendador das Ordens da Conceição de Portugal, Legião de Honra, Leopoldo da Bélgica, Gustavo Wasa da Suécia e de Carlos III e Isabel-a-Católica de Espanha.

O seu elevado amor patriótico levou-o a dar à sua e filha o nome de Maria Angra, a sua cidade amada, Angra do Heroísmo.

As suas principais obras são: Progredior, O ultramontanismo e a liberdade: duas palavras aos jesuítas, Os lazaristas nos Açores, Eu e elle (carta ao bispo de Angra), e Pró memória: a visita de suas majestades El-Rei o senhor D. Carlos e a Rainha D. Amélia à ilha Terceira.

 

Dados retirados da Wikipédia e do CCA – Cultura Açores

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 09:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas