Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



BORDÕES DE SÃO JOSÈ

Segunda-feira, 21.03.16

As açucenas são plantas pertencentes à família das liliáceas. Cuida-se que serão originárias do mediterrâneo mas atualmente desenvolvem-se e florescem, sobretudo, em várias regiões quer da Europa quer da Ásia.

Trata-se de uma planta que possui um bolbo de grandes proporções. As suas folhas são alongadas ou lanceoladas e possui interessantes flores que se apresentam sob a forma de ramos ou cacho. A sua forma assemelha-se a uma espécie de trompeta. A floração da açucena dá-se no fim da primavera e no início do verão e o seu uso é sobretudo decorativo. Uma vez que a sua cor predominante é a branca e a sua simplicidade e beleza são notáveis a açucena é considerada o símbolo da pureza, sendo muito usada nos ramos de noiva. O seu cheiro é muito agradável pelo que a açucena também é utilizada no fabrico de perfumes. Há, no entanto açucenas, vermelhas, rosas, salmão e de outras cores.

O significado da açucena relaciona-se diretamente com o coração, com a inocência do espírito e da pureza, no caso da branca. Além disso também expressa o amor puro e delicado já que o pudor e a elegância acompanham o significado desta flor.

São conhecidas cerca de cinquenta espécies de açucenas e são muito populares, porque são fáceis de cultivar, e têm uma adaptação muito fácil ao clima, adaptando-se mesmo em espaços pequenos ou em vasos.

Na Fajã Grande. Freguesia cujo padroeiro é São José, a espécie de açucena ali cultivada era a branca, sendo as açucenas que por ali floresciam designadas, popularmente, por Bordões de São José, uma vez que quer as imagens quer as pagelas que representavam o santo, geralmente, mostravam uma vara de açucena florida que lhe servia de bordão a significar não apenas a altivez, a elegância, a graça e a dignidade do pai adotivo de Jesus mas sobretudo a sua pureza, divulgados num interessante poema divulgado nos livros escolares: Sou de prata, sou de neve, batizei-me em Nazaré, Fui bordão de um carpinteiro chamado José.

Na mitologia grega a açucena também representava altivez, elegância e graça e estava associada ao deus Apolo, que era muito conhecido pelo seu orgulho.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas