Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PADRE MANUEL JOAQUM DE FREITAS

Segunda-feira, 04.01.16

O padre Manuel Joaquim de Freitas nasceu na Fajã Grande em 1803, segundo um dos livros de registos de batismos da paróquia das Fajãs, com sede na Fajãzinha, uma vez que a Fajã Grande, nessa altura, ainda não era paróquia. O livro inclui registos referentes aos batismos realizados durante os anos de 1794 a 1811, um dos quais, referente ao ano de 1803, com o registo número 11, diz respeito a uma criança do sexo masculino com o nome de Manuel, filho de José Caetano de Freitas Borreco (devendo Borreco ser apelido) natural da Fajã Grande e de Ana Joaquina de Freitas, natural da Cuada, casados na igreja da Fajãzinha, em 25 de Abril de 1799. A criança era neto paterno de Caetano de Freitas Teodósio e de Ana de Freitas e materno de José Pereira e Catarina de Freitas. O registo indica que nasceu a 28 de Março e que foi batizado na igreja da Fajazinha. Foram padrinhos Manuel de Freitas e sua mulher Maria de Freitas moradores no lugar da Ponta. O batizado foi oficiado pelo vigário das Fajãs, o padre José Caetano Martins.

Naturalmente que o jovem Manuel abandonou a ilha para realizar estudos e receber ordens, tendo, muito provavelmente exercido os primeiros anos do seu múnus sacerdotal noutra ilha do arquipélago, uma vez que só a partir de 1848 começou a trabalhar na ilha das Flores, onde a maior parte da sua atividade sacerdotal teve lugar. Foi cura nas Lajes de 1848 a 1851, reitor da paróquia dos Cedros de 1851 a 1862 e reitor da então recentemente criada paróquia do Mosteiro de 1863 a 1869, ano em que se aposentou, fixando residência na Fajã Grande, mais concretamente na rua Direita, como manente, onde veio a falecer, em 5 de Março de 1874. Foi sepultado no cemitério da Fajã Grande, tendo oficiado as cerimónias fúnebres o primeiro vigário da nova paróquia de São José da Fajã Grande, o padre António José de Freitas.

Reza assim o registo do óbito do Padre Manuel Joaquim de Freitas, como consta de um dos livros de registo de óbito daParóquia de São José da Fajã Grande, referente ao longínquo ano de 1874:

Aos cinco dias do mez de Março do anno de mil e oitocentos e setenta e quatro, pelas dez horas do dia na casa número oitenta e nove da rua Direita desta freguesia da Fajam Grande Concelho da Villa das Lagens ilha das Flores Diocese de Angra falleceu rendo recebido os Sacramentos da Egreja hum indivíduo do sexo masculino por nome Manuel Joaquim de Freitas de idade de setenta anos, Presbitero, natural e morador nesta mesma Freguesia, filho legítimo de António José de Freitas lavrador e de Ana Joaquina governo doméstico naturaes e moradores nesta mesma Freguesia; fez testamento, foi sepultado no Cemitério Público. E para constar lavrei em duplicado este assento que assigno. Era ut supra. O Vigário António José de Freitas.

Averbado na margem: Nº 4 Reverendo Manuel Joaquim de Freitas.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 00:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas