Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



UM QUARTO PARA O MEIO-DIA

Terça-feira, 27.09.16

O Dr. Valadão Júnior era um dos mais ilustres e conceituados advogados da cidade de Angra e da ilha Terceira. Além disso distinguira-se como político e intelectual tendo exercido entre outras funções, as de secretário do governo civil e de governador civil interino do Distrito Autónomo de Angra do Heroísmo. Era estimado e respeitado por todos os angrenses. A sua simplicidade e humildade granjeara-lhe a simpatia de toda a população da ilha Terceira. A sua sabedoria e excelência profissionais haviam-lhe obtido a fama de advogado brilhante, com larga clientela nas comarcas de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória. Além disso ainda mais angariou a admiração e o apreço do povo quando, apesar do seu posicionamento no campo conservador, apoiou a opinião popular a favor da independência secular das irmandades do Divino Espírito Santo contra a vontade da hierarquia da Igreja Católica, liderada pelo então bispo D. Manuel Afonso de Carvalho, de assumir o seu controlo e de impor regras ao seu funcionamento. Era também conhecido pelo seu ar graçola, com observações imediatas e pertinentes plenas de jocosidade.

Conta-se que certo dia, ao subir a rua da Sé, na direção do Alto das Covas foi literalmente abalroado por um polícia fardado que descia a rua, em sentido contrário. Ao aperceber-se da incauta atitude do agente da autoridade, reprendeu-o, dizendo-lhe:

- Ó senhor guarda, tenha mais cuidado. Então anda na rua a estorvar nas pessoas…

O polícia, muito aflito, desfazendo-se em desculpas esclareceu:

- Senhor Doutor… É que eu ia a correr atrás de um miúdo que me insultou…

- Então, o que lhe disse o miúdo, que tanto o faz correr?

- Senhor Doutor… Eu estava ali parado em frente à Sé. O garoto aproximou-se e perguntou-me as horas. Eu disse-lhe que tinha ali um relógio, que olhasse e visse. Mas ele disse-me que não sabia ler as horas. – Fez uma pausa e continuou. – Então eu disse-lhe que faltava um quarto para o meio-dia… E sabe o que ele me disse, Senhor Doutor?

- Não, homem. Claro que não sei. Diga lá o que lhe disse o garoto.

- Ele disse-me, com licença da palavra, que ia cagar e que quando fosse meio-dia eu ia comer… Está a ver, Senhor Doutor…

O Doutor Valadão levantou o braço esquerdo, olhou o relógio de pulso e com a maior calma do mundo, retorquiu:

- Ó senhor Guarda pode ir mais devagar… É que ainda faltam dez minutos.

 

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas