Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A VIZINHA ILHA

Quinta-feira, 17.10.13

A vizinha ilha do Corvo, a menor das ilhas do Arquipélago dos Açores, a ilha liliputiana, como alguém, recentemente, a cognominou, localiza-se no Grupo Ocidental, a norte da Ilha das Flores, frente a Ponta Delgada, Cedros e Ponta Ruiva.

O Corvo tem apenas um povoado, Vila Nova do Corvo, e é o único dos concelhos da República Portuguesa que não tem qualquer freguesia, já que, nos termos do artigo 136.º do Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma dos Açores, este nível de divisão territorial não existe na ilha do Corvo, facto desconhecido por muitos. Politica e administrativamente, as funções dos órgãos de freguesia são assumidas pelos correspondentes órgãos municipais.

A ilha ocupa uma superfície de cerca de 17 km², com 6,5 km de comprimento por 4 km de largura. Praticamente tem uma única estrada que une a Vila ao mítico local do Caldeirão, vestígio de uma antiga cratera, cujo fundo é um lençol de água, povoado por algumas ilhotas que, para os corvinos, personificam as ilhas do arquipélago

O Corvo dista das Flores, entre 13 milhas a 10 milhas náuticas, neste caso a partir da freguesia de Ponta Delgada. A ilha é formada por uma única montanha vulcânica extinta - o Monte Gordo, coroado com a cratera de abatimento, acima referida, chamada localmente de Caldeirão, com 3,7 km de perímetro e 300 metros de profundidade e onde se aloja a Lagoa do Caldeirão. Nela se podem observar várias lagoas, turfeiras e pequenas "ilhotas”. O ponto mais alto da ilha é o Morro dos Homens no rebordo sul do Caldeirão, com 718 metros de altura acima do nível médio do mar. Além desta elevação destacam-se ainda: a Lomba Redonda, a Coroa do Pico, o Morro da Fonte, o Espigãozinho e o Serrão Alto.

Todo a costa litoral do Corvo é alta e escarpada, constituindo o cone central do vulcão, com excepção da parte Sul, onde, numa fajã lávica e de rara beleza, se estabeleceu a Vila Nova do Corvo. A escarpa oeste, com uma falésia quase vertical com cerca de 700 m de altura sobre o oceano, é uma das maiores elevações costeiras existentes no Atlântico.

As terras imediatamente em redor da única povoação da ilha e uma pequena zona abrigadas na costa leste, nas chamadas Quintas e Fojo são as únicas em que é possível praticar a agricultura e manter algumas árvores de fruto. As melhores pastagens para o gado ficam mais para norte, nas chamadas Terras Altas.

Na enseada sul, denominada Enseada de Nossa Senhora do Rosário, existem três cais de desembarque – o Porto Novo, já em desudo, o Porto do Boqueirão e o Porto da Casa, o maior e o único utilizado no tráfego comercial. O Portinho da Areia, no extremo oeste da pista do aeroporto, é o único areal da ilha e a sua principal zona balnear. Possui uma excelente praia, infelizmente muito pouco aproveitada.

O clima do Corvo é muito semelhante ao das Flores, húmido e com uma elevada precipitação média anual, mas ameno, embora ventoso, mas com temperatura agradável Nas zonas altas, onde se cria o gado bovino e ovino e onde existem os tradicionais palheiros, os nevoeiros são quase permanentes. A agitação marítima, particularmente do quadrante oeste, é muito elevada, resultando numa elevada erosão costeira.

Juntamente com as Flores, o Corvo localiza-se sobre a placa tectónica norte americana, a oeste do rifte da Crista Média Atlântica, edificada sobre fundo oceânico com cerca de 10 milhões de anos. Ambas estas ilhas emergem do mesmo banco submarino.

 

NB – Dados retirados da Wikipédia

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 16:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031