Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O DESCANSADOURO DO VALE DA VACA OU SIMPLESMENTE O DESCANSADOURO

Domingo, 27.10.13

O Descansadouro do Vale da Vaca era o mais emblemático descansadouro da Fajã Grande, pois era o único da freguesia que era conhecido simplesmente por “Descansadouro”, dando, também, nome ao lugar onde se situava. Todos os outros descansadouros recebiam o nome do lugar em que se localizavam, neste caso, era o descansadouro, situado no cimo do Vale da Vaca que dava nome ao lugar que realmente se chamava “lugar do Descansadouro”. Apenas num outro caso isto acontecia: era o descansadouro que se situava a meio da rocha, junto à Furna da Caixa, que também era conhecido simplesmente por “Descansadouro” , ou “Descansadouro da Rocha”.

O descansadouro do lugar do Descansadouro ficava situado no antigo caminho entre a Volta do Delgado e entrada para a Ladeira do Covão, precisamente no lugar do Descansadouro. Este lugar confrontava a Norte com o Vale da Vaca, a Sul com o Delgado, a Este com o Outeiro Grande e a Oeste com o Pico e o Caminho da Missa. Era um pequeno local, com duas zonas agrícolas distintas: uma zona de cerrados e terras muito férteis que produziam, milho, trevo e erva da casta e beneficiavam das enxurradas e lamas do caminho que eram encaminhadas para os campos através de bueiros localizados na parte baixa das suas paredes e uma outra, situada nos contrafortes do Outeiro, com terrenos mais pequenos em forma de belgas, menos férteis e mais propícios ao cultivo da batata-doce ou de milho para o gado.

O descansadouro propriamente dito situava-se num pequeno largo, junto a uns degraus que davam acesso a algumas das belgas, os quais, simultaneamente, serviam de bancada para o descanso. Os molhos e cestos eram colocados nas paredes das belgas circundantes a esses degraus, todas do lado Este, ou seja do lado do Outeiro Grande. O que mais identificava este descansadouro e o distinguia de todos os outros, era que, sendo o último antes da Assomada, era muito utilizado. Paravam, sentavam-se e descansam ali muitos homens. Embora não tivesse água, possuía boas bancadas e servia quem vinha de todos os caminhos do Sul, excepto do Caminho da Missa, ou seja, quem carregava todos os produtos oriundos das terras do Delgado aos Lavadouros e da Cuada ao Vale Fundo. Depois do Alagoeiro era incontestavelmente, o maior e o mais utilizado descansadouro da Fajã.

Lamentavelmente este descansadouro desapareceu por completo com a construção da Estrada Porto-Ribeira Grande, cujo traçado passou precisamente no local onde se situava o mais emblemático, o mais representativo e o mais genuíno descansadouro da Fajã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 15:51





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031