Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CASA COM JANELAS PARA| O SOUSA

Segunda-feira, 02.12.13

Casa pobre, humilde, modesta e muito antiga, mas com duas janelas voltadas para o rio Sousa. As paredes de um castanho amarelado, de tal maneira despidas de cal, deixavam ver os pedacinhos de xisto com que haviam sido construídas e que, semelhantes a tabuinhas, se sobrepunham e entrelaçavam uns nos outros, em camadas simétricas e rendilhadas que iam do chão ao telhado e se prolongavam ao longo dos muros e paredes circundantes. Tinha um aspecto muito tosco e rústico, com portadas de madeira carcomida pelo tempo, sem grandes vidraças e com dois andares. No rés-do-chão ficavam as lojas de arrumos, uma adega muito pequenina, a cozinha e a retrete. O primeiro piso, a que se tinha acesso apenas por uns degraus exteriores também de xisto e ladeados por um corrimão de ferro enferrujado, era constituído por uma sala e dois quartos e eram estes que tinham as janelas voltadas para o Sousa, porque a casa, na realidade, ficava muito perto, mesmo nas margens deste afluente do Douro, um rio de águas límpidas, cristalinas e azuladas, repletas de uma imensidade de barbos, carpas, bogas e outros pequenos peixes que se movimentavam em loucas correrias, em constantes rodopios e em simulados ziguezagues. O Sousa deslizava calma e suavemente, atravessando uma planície onde, de um lado e outro das suas margens, se escarrapachavam campos atulhados de milho e com ramadas de vinha a servir-lhe de tecto e se acomodavam terrenos divididos por beiradas de amieiros, choupos e videiras, todos muito férteis e produtivos. No Inverno, enquanto aguardavam as sementeiras, os campos com as vinhas despidas de folhagem, tinham um aspecto avermelhado e escurecido, mas na Primavera revestiam-se com o verde dos milheirais, dos legumes e das vides e no Verão começavam a amarelecer até alourarem por completo no Outono. A ladear a casa e também com as portas voltadas para o rio, as cortes onde os animais se aninhavam, refastelando-se em descanso à espera de sustento e da do destino.

Casa com janelas para o Sousa gasta e desfeita pelo tempo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 15:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031