Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O CANTO DA COTOVIA

Quarta-feira, 30.07.14

"Posso não lhe oferecer a utopia,

Mas posso convidá-lo para ouvir o canto da cotovia". 

 

Aj. Araújo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 10:55

MINHA MÃE, CASAI-ME CEDO

Quarta-feira, 30.07.14

Não se nasce sobre a relva

E n’alcova não se almoça
Minha mãe, casai-me cedo

Já não sou menina moça.

 

A videira dá a uva,

A figueira dá o figo

Minha mãe, casai-me cedo

Estar solteira não consigo.

 

Fui ao monte, vim enxuto

Fui ao mar, voltei molhado,

Minha mãe, casai-me cedo

Qu’eu já tenho namorado.

 

Muito avança quem s’apressa

Muito perde quem s’atrasa.

Minha mãe, casai-me cedo

Vou-me embora desta casa.

 

Muito goza homem casado

Muito sofre quem tá solteiro.

Minha mãe, casai-me cedo

Muito m’arde o parrameiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 10:40

MEMÓRIAS DE AMARANTE

Quarta-feira, 30.07.14

Entrou para o Seminário de Santo Cristo no ano lectivo de 1960/61, pelo que nos encontrámos, como alunos no SEA, apenas dois anos mais tarde e partilhámos, conjuntamente, a prefeitura dos Médios. O Cordeiro, hoje mais conhecido, em termos de “facebook” por António M. Arruda, natural do Ginetes, fez apenas uma parte da sua formação académica no Seminário de Angra. Enraizou-se, desde há muitos anos, nos Estados Unidos, residindo actualmente em East Providence, trabalhando na empresa Murphy's Liquors Inc, da qual é Manager.

No recente Encontro dos antigos alunos do SEA, a sua presença como que se tornou quase inesperada, por quanto, quinze dias antes se tinha deslocado a Portugal, incluindo Continente e Açores. Assim tornava-se quase impossível, voltar e participar no referido evento. Porém uma vontade “férrea” trouxe-o, de novo aos Açores e a Angra. A sua presença caracterizou-se por um grande empenhamento em todas as actividades e eventos, participando com uma alegria desmesurada, com um espírito de camaradagem gigantesco e com uma animação excedível e constante. Possui uma boa colecção de fotos do Encontro na sua página do FB.

Naturalmente que o meu encontro com ele não foi tão emotivo como com os outros porquanto o recebera, quinze dias antes, aqui em Paredes. Uma vez sediado no Norte, através do FB, pudemos combinar um encontro. Na realidade passamos uma tarde maravilhosa, em amena cavaqueira e ainda tivemos tempo para dar um salto à belíssima cidade de Amarante, a fim de apreciar as suas belezas e saborear um bom naco de presunto, regado com o verde da região. Do melhor que há em Portugal. E os “docinhos” de ovos e o “Pão-de-ló” de Amarante também não faltaram!

Nessa altura, ele próprio e eu, cuidamos que, decididamente, não nos encontraríamos em Angra. Ainda bem que, surpreendentemente, mudou os seus planos, regressando aos Açores, tornando-se, assim, mais um dos vários “Senhores” presentes naquele inesquecível Encontro. A sua presença ainda contribuiu para que a freguesia dos Ginetes, ex-aequo com a das Capelas, fossem as que tivessem mais elementos presentes no Encontro, mas em números absolutos, porque em percentagem relativamente ao número de habitantes, a freguesia pioneira foi, indiscutivelmente, a Fajã Grande das Flores

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 09:39





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter