Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MEMÓRIAS (IV)

Quarta-feira, 10.09.14

8

 

Todo dourado

parece que me fita

o peixe na redoma,

 

9

 

E porque tudo é memória,

como a rapa-da-pedra

deslembremos.

 

10

 

Basta-me este mínimo verde

e a casa diante do mar.

- Bates coração?

 

Pedro da Silveira in Poemas Ausentes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 17:59

INOCÊNCIA

Quarta-feira, 10.09.14

Uma menina todos os dias, vai para escola. Apesar do mau tempo daquela manhã e de haver muitas nuvens ela fez seu caminho diário. Com o passar do tempo, a tempestade aumentou e começaram relâmpagos e trovões.

A mãe pensou que sua filha poderia ter muito medo pois ela mesma já estava assustada com os raios e trovões. Preocupada, a mãe pegou no carro e dirigiu pelo caminho em direcção à escola.

Logo que avistou sua filhinha viu-a andando e a cada relâmpago, a criança parava, olhava para cima e sorria!

Outro e outro trovão e, após cada um, ela parava, olhava para cima e sorria!

Finalmente, a menina entrou no carro e a mãe, curiosa, perguntou-lhe:

- Porque estavas a olhar para o céu e a sorrir, sempre que fazia um relâmpago?

A garota respondeu:

- Porque Deus estava a tirar-me fotografias.

Deixemos que toda inocência floresça nos nossos corações para podermos ver a bela e real felicidade que está nos momentos de simplicidade...

 

Adaptado de um conto brasileiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 16:47





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930