Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



REGISTO ONZE - ANO DE 1882

Quinta-feira, 11.12.14

Aos trinta dias dumes de Novembro do anno de mil outocentos e outenta e dous, nesta jgreja parochial de São Jose da Fajamgrande, concelho da villa das Lajens, das Flores, Diocese de Angra, na minha presença comparecerão os nubentes Antonio Lourenço Fagundes e Maria de Jesus Fagundes, os quaes sei serem os próprios, contados os papeus do estilo corrente, e sem impedimento algum canonico ou civil, para acasalamento dos mesmos nubentes visto terem sido dispensados os contraentes do impedimento de segundo grau de consanguinidade em linha colateral e igual  pelo Excelentissimo e Reverendíssimo Bispo desta Diocese ele de jdade de trinta e três anos, solteiro, lavrador, natural e morador nesta freguesia e batpizado na Paochia de Nossa Senhora dos Remédios da Fajansinha deste mesmo concelho e Diocese, filho ligitimo de José Lourenço Fagundes, trabalhador e de Maria Joaquina da Silveira de occupação doméstica, ambos naturaes desta freguesia e ella de vinte anos de idade achandosse authorisada pelo consentimento paterno, como digo, authorisada pelo consentimento paterno para contrair matrimónio, como consta do mandato que apresentar, solteira de occupação doméstica, natural, moradora e baptizada nesta freguesia, filha ligítima de António Joaquim Fagundes, lavrador e de Policena de Jesus, ambos naturaes e residentes nesta freguesia, os quaes nubentes se receberão por marido e mulher e assim em matrimónio procedendo em todo este acto conforme o Rito da Santa Madre Jgreja Catholica e Apostholica Romana, perante testemumhas presentes que sei serem os próprios, Manuel Lourenço e José Garcia, casados, lavradores e moradores nesta freguesia. E para constar lavrei em duplicado este assento que depois de lido e conferido perante os cônjuges e testemunhas. Commigo assigmam os cônjuges, não assignando as testemunhas por não saberem escrever. Era ut supra. “

Seguem-se as assinatura de: Maria de Jesus Fagundes, António Lourenço Fagundes, o vigário José Maria Henriques Álvares.”

 

Este é o registo do assento de casamento dos meus avós paternos, conforme consta do livro de Registos de Casamentos da Paróquia de São José da Fajã Grande, ano de 1882, digitalizado no Centro de Conhecimento dos Açores, Direção Regional da Cultura, Secretaria Regional da Educação e Cultura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 09:26





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031