Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SILVINA SOUSA - IRACEMA

Segunda-feira, 09.02.15

Silvina Carmen Furtado de Sousa nasceu na Horta, em 19 de Janeiro de 1877, tendo falecido na mesma cidade, em 6 de Setembro de 1973. Distinguiu-se como poetisa, professora de música e impulsionadora da cultura. Fundou o colégio Insulano, onde eram lecionadas diversas disciplinas, nomeadamente Língua e Literatura Francesas, Música e Dança, e colaborou com Lídia Furtado na fundação do Salão Teatro Éden que se manteve em atividade por cerca de 25 anos e por onde passaram diversas récitas teatrais e filmes da época.

Nascida numa uma família de músicos distintos, era sobrinha-neta de José Leal Furtado, foi pianista de qualidade reconhecida e, tal como seu tio, também mestrina da capela da Matriz da Horta. Mas foi como poetisa, sempre com o pseudónimo de Iracema, que mais se distinguiu. Deixou alguma poesia recolhida no livro Saudade e outra dispersa pelos jornais do Faial e do Pico, onde também deixou alguns contos. Desses poemas, Ruy Galvão de Carvalho incluiu nove na Antologia Poética dos Açores e sobre a autora escreveu: «[...] neste género literário [o soneto] temos de confessar que a poetisa faialense é geralmente feliz, vazando em forma trabalhada à moda dos poetas parnasianos, todo o lirismo da sua alma idealista e nostálgica». Em 1965, foi galardoada com as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Instrução Pública.

Obra:  Saudade, (prefácio de Rui Galvão de Carvalho).

 

Dados retirados do CCA – Cultura Açores

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:40





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728