Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



HOMENAGEM A PEDRO DA SILVEIRA

Quinta-feira, 14.05.15

A Câmara Municipal das Lajes das Flores vai homenagear o autor, poeta, investigador histórico e literário, tradutor e etnógrafo fajãgrandense Pedro da Silveira através de um conjunto de atividades, que decorrerão de 14 a 16 de Maio, e que contam com a participação de personalidades que se destacam a nível regional, nacional e internacional pelo papel preponderante que têm na área da literatura.

Os convidados visitam nesta quinta e sexta-feira as Escolas de Santa Cruz e das Lajes, em iniciativas que visam promover o gosto pela leitura, escrita e pela literatura açoriana. Ainda na sexta-feira haverá a apresentação do livro “Marta de Jesus (a verdadeira)” de Álamo de Oliveira e uma tertúlia sobre Pedro da Silveira, Roberto Mesquita e Alfred Lewis que pretende salientar a importância dos vários poetas e escritores da nossa ilha.

O próximo sábado será um dia inteiramente dedicado a Pedro da Silveira, sendo descerrada na Fajã Grande uma placa em sua homenagem e tendo lugar no Museu Municipal a sessão solene onde serão interpretados e musicados poemas de Pedro da Silveira por Nina Soulimant, José Agostinho Serpa e Isabel Mesquita. Será também apresentada uma breve performance de declamação de poemas seus e, para marcar o final deste conjunto de eventos de homenagem, será servido um porto de honra a todos os presentes.

Estas diversas atividades inserem-se nas comemorações dos 500 anos do concelho das Lajes e contam com o patrocínio da SATA, que através do seu apoio permitiu a realização do evento com a presença de tão ilustres convidados.

Recorde-se que Pedro da Silveira foi um dos grandes poetas açorianos do século XX e deixou uma marca cultural profundamente impressiva. Este multifacetado autor fajãgrandense ilustrou a literatura açoriana – que defendeu frontalmente como teórico, historiador e crítico, até contrariando alguns meios intelectuais do Continente – foi também um dos seus mais persistentes e criteriosos divulgadores, tendo-se dedicado ainda a importantes recolhas de literatura oral.

Pedro da Silveira foi autor de várias obras de poesia, entre as quais se contam «A ilha e o Mundo», «Sinais de Oeste», «Corografias», «Poemas ausentes» e «Fui ao mar buscar laranjas», o primeiro volume da sua obra completa. Com uma vasta colaboração dispersa por jornais e revistas nacionais e estrangeiras, Pedro da Silveira foi ainda autor de duas antologias de poetas açorianos, sendo que no prefácio de uma das quais – «Antologia de poesia açoriana – do século XVII a 1975» – ensaia uma tentativa de autonomia da literatura açoriana das restantes literaturas de expressão lusófona.

A sua poesia manteve sempre uma forte ligação ao solo açoriano e de modo muito especial à fajã Grande, não deixando, porém, de dialogar cultural e poeticamente com «as ilhas todas do Mundo». Foi um dos promotores da elaboração da «Enciclopédia açoriana» e preparava uma «História da literatura açoriana» quando faleceu. Integrou, até 1974, o conselho de redação da «Seara Nova», tendo sido até 1992 funcionário da Biblioteca Nacional, da qual foi diretor dos Serviços de Investigação e de Atividades Culturais.

 

Dados retirados dos “sites” da Câmara Municipal das Lajes e do Forum Ilha das Flores

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:11





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31