Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



OLHA A MALA

Quinta-feira, 14.04.16

Olha a Mala, Olha a Mala era talvez uma das cantigas mais cantada por toda a gente na Fajã Grande. Homens, mulheres, rapazes e raparigas, novos e velhos toda a gente a cantava. Fora a chegada da rádio à freguesia, na década de cinquenta que a trouxera. Ficou, pegou e quase marcou uma época. Trata-se de um fado cantado na altura por Celeste Rodrigues, com letra e música de Manuel Casimiro. A canção inicialmente parece ter sido proibida pela censura, talvez por se cuidar que existiria alguma contestação ao regime salazarista nas entrelinhas, mas acabou por acabou passar na rádio com uma frequência impressionante. Como era daquelas canções que se fixam na memória de quem as ouvia com facilidade, passou a fazer parte da vida das pessoas. A Fajã Grande a saborear, na altura, os primórdios da chegada da rádio, não foi exceção à onda que avassalou o país.

A letra era a seguinte:

 

Caiu um hidroavião

Eu não sei de onde é que ele é,

Não trazia ninguém dentro

Foi parar à Nazaré.

 

Olha a mala olha a mala,

Olha a malinha de mão.

Não é tua nem é minha

É do nosso hidroavião

 

E o nosso hidroavião

É da madeira mais fina

Foi cair a Nazaré

Por falta de gasolina

 

Eu um dia fui à praia,

De manhã de manhãzinha,

Não vi pescador nem peixe

Só lá vi uma malinha.

 

De quem é esta malinha,

Que um dia deu à costa?

Se ela veio aqui parar,

Se cá veio é porque gosta.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas