Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O SINO DA MINHA ALDEIA

Sábado, 23.12.17

(POEMA DE FERNANDO PESSOA)

 

O sino da minha aldeia,

 Dolente na tarde calma,

 Cada tua badalada

 Soa dentro de minha alma.

 

E é tão lento o teu soar,

 Tão como triste da vida,

 Que já a primeira pancada

 Tem o som de repetida.

 

Por mais que me tanjas perto

 Quando passo, sempre errante,

 És para mim como um sonho.

 Soas-me na alma distante.

 

A cada pancada tua,

 Vibrante no céu aberto,

 Sinto mais longe o passado,

 Sinto a saudade mais perto.

 

Fernando Pessoa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31