Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TRINDADES

Terça-feira, 27.02.18

Quem não se lembra delas, de manhã e, sobretudo, à noitinha, a emanarem harmónicas, pungentes e ataráxicas dos bronzes gigantes pendurados nas janelas da torre sineira da igreja?! Um sino maior, com o som mais grave e sério, que dobrava e rodopiava sobre um eixo que o atravessava a meio e o outro mais pequeno e mais reguila, com um som mais agudo e acutilante, encastoado nos umbrais da janela, da torre altaneira, voltado a Sul. Todos os dias, de manhã ao abrir-se a igreja e à noite ao fechá-la, três fortes badaladas no sino grande, espaçadas por intervalos de tal maneira longos e adequadamente suficientes para quem estivesse nos campos, nas casas, nas ruas, por aqui e por além, dispusesse do tempo necessário a fim de rezar o “Anjo do Senhor”, acompanhado duma “Ave-Maria”. Ao primeiro toque os homens tiravam o boné e paravam o trabalho, as mulheres suspendiam os afazeres domésticos, apertavam as mãos e oravam, as velhinhas sentadas às janelas, à espera que o Sol desaparecesse no ocaso para renascer na manhã seguinte, apertavam as contas do rosário com mais fervor. As três badaladas terminavam com duas finais, menos espaçadas a fim de rezar apenas o “Glória ao Pai.”

Aos domingos e dias santos, e na véspera destes dias à noite, porém, o toque alterava-se substancialmente. Eram as Trindades Dobradas. O sino mais pequeno juntava o seu som ao do grande e os dois batiam as badaladas simultâneas e em uníssono. Só que enquanto, nas Trindades habituais, também chamadas de Trindades Singelas, precisamente por serem tocadas por um só sino, se dava apenas três badaladas seguidas das duas finais, nas Trindades Dobradas ou Festivas, os dois sinos davam simultaneamente três badaladas seguidas, antes de cada um dos intervalos destinados à reza do Anjo e da Ave-Maria. Mas a grande diferença era no final. As duas badaladas destinadas ao Gloria final eram substituídas por um, dois ou três repiques, consoante a importância da festividade.   Por exemplo, Natal, Páscoa, Espírito Santo, Senhora da Saúde e São José, por ser o padroeiro, tinham três repiques. As outras festas e dias santos dois e os domingos, um só.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728