Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CAIR DAS FOLHAS

Terça-feira, 03.12.13

(UM SONETO DE VALÉRIO FLORENSE)

 

 

“Fantástico palácio em um país distante,

Castelo de ouro e azul tingido de alvorada,

Que tentei conquistar, numa altiva arrancada,

Feito um divino herói, um cavaleiro andante.

 

Meus lindos ideais de idade louca e amante,

Meus sonhos juvenis, meu Graal, minha espada

E coroa de louro – auréola ambicionada –

Tudo, tudo se esvai e fina, instante a instante.

 

Em seu lugar me fica um pardo desalento

Que vem caindo na alma, frio como gelo,

Tristeza tumular de um bem que se não alcança.

 

Também por este Outono, triste e nevoento,

Vão formando no chão um tapete amarelo

Folhas de Primavera, outrora cor de esperança.

 

                                               Nordeste, 1-X-43”

 

Retirado do livro “CAMINHOS” de Valério Florense, pseudónimo literário do P.e José Luís de Fraga, composto e impresso na tipografia “A Crença”,em Vila Francado Campo, em 1966.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 22:36





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031