Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



VELHAS ÀS ESCONDIDAS

Sábado, 14.12.13

Depois do pião e da caça à baleia, o “Velhas às Escondidas” era um dos jogos de diversão mais praticados pela ganapada da Fajã Grande, na década de cinquenta. Tratava-se de um jogo extremamente simples e a sua realização não exigia nenhum tipo de material que, eventualmente, tivesse que ser adquirido ou construído antecipadamente. Para jogar ao “Velhas às Escondidas” não era rigorosamente necessário nada, a não ser um bom local para esconderijo, por isso mesmo, este jogo ou brincadeira era praticada quase diariamente.

Juntas as crianças interessadas em participar no jogo, formavam-se dois grupos, cuja constituição era normalmente feita pela escolha dos dois líderes, geralmente dois rapazes mais velhos, mais valentes, com maior capacidade de se impor e que chamavam a si esse estatuto. Tiradas as sortes, através de um pauzinho escondido numa mão bem fechadinha, o líder que acertasse na escolha do pau era o primeiro a escolher a sua equipa, continuando a fazê-lo alternadamente com o outro líder, até todos os interessados se integrarem num dos grupos, que deviam ter número igual de participantes. No entanto esse número era variável e dependia da quantidade de interessados que inicialmente se apresentassem para participar no jogo. Excepcionalmente aceitava-se que um dos grupos pudesse ter mais um participante do que o outro.

Formados os grupos, procedia-se a novo sorteio, para se decidir qual seria o primeiro grupo a esconder-se. O grupo favorecido pelo sorteio partia, então, na demanda de um bom esconderijo, fazendo-o de maneira que o outro grupo do mesmo não se apercebesse. Uma vez bem escondidos todos os elementos do grupo, o líder gritava o mais alto que podia: “Agoooooooooooooora”. Logo o outro grupo se punham em acção, procurando desalmadamente, uns por aqui, outros por ali, todos os possíveis esconderijos ao redor, até descobrir onde se encontrava o grupo, operação que às vezes demorava bastante tempo. Uma vez encontrado o grupo escondido, terminava a primeira parte do jogo, iniciando-se a segunda, com o outro grupo agora a esconder-se, a fim de ser procurado pelo primeiro. No “Velhas às Escondidas”, sobretudo porque se tratava mais duma brincadeira do que de um jogo, nunca havia propriamente um grupo vencedor, dado que o objectivo do jogo era precisamente o de ocupar o tempo com alegria, boa disposição e com o divertimento que a tarefa de descobrir os escondidos causava.

Resta acrescentar que este jogo, por vezes, provocava incómodos, sobretudo aos donos dos palheiros e casas velhas situadas nos arredores onde o jogo se realizava, por serem os locais mais procurados e usados para esconderijos. Na ânsia de arranjar local seguro a ganapada não tinha escrúpulos em entrar pelos palheiros dentro, forçar e arrombar portas, saltar por janelas semiabertas e esconder-se entre o gado, sobre as traves, entre os fetos e a rama seca ou até dentro das manjedouras das vacas, atitudes que pouco agradavam aos proprietários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 17:26





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031