Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A VELA DE NATAL

Segunda-feira, 16.12.13

{#emotions_dlg.star}Conta-se que um pobre sapateiro vivia numa cabana, na encruzilhada de um caminho, perto de um pequeno e humilde povoado. Como era um homem bom e queria ajudar os viajantes, que à noite por ali passavam, deixava na janela da sua casa, uma vela acesa todas as noites, de modo a guiá-los. E apesar da pobreza, da doença e da fome, nunca deixou de acender uma vela, para ajudar peregrinos e viajantes. Veio então uma grande guerra, e todos os jovens daquela terra partiram, deixando o povoado ainda mais pobre e triste. As pessoas que ali viviam, apesar de poucas, ao verem a persistência daquele pobre sapateiro, que continuava a viver a sua vida cheio de esperança e de bondade, decidiram imitá-lo e, numa noite que, por coincidência, era a véspera de Natal, todos acenderam uma vela nas janelas das suas casas, iluminando todo o povoado. À meia-noite, os sinos da igreja começaram a tocar, anunciando a Missa do Natal, ao mesmo tempo que chegava ao povoado uma boa notícia: a guerra tinha acabado e todos os jovens regressavam às suas casas!

Então o povo reuniu-se no adro da igreja, gritando, em uníssono: “É um milagre! É o milagre das velas!”.

A partir daquele dia, todos os anos, na noite de Natal, as pessoas daquela terra acendiam velas nas suas janelas e, por essa razão, se tornou tradição em quase todos os povos cristãos, acender velas, nas suas casas e na sua mesa de consoada, na noite de Natal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 19:57





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031