Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O COELHO SEM RABO (DIÁRIO DE TI’ANTONHO)

Terça-feira, 14.01.14

Um outro dos contos engraçados que meu pai me contava e que, por sua vez meu avô lhe contava, já lá vão mais de cem anos era o seguinte:

“No tempo em que os animais falavam, um coelho e um gato combinaram dar um passeio, juntos, pelo campo. Enquanto o coelho comia erva verde e fresquinha, o gato, não encontrando nada com que se entreter nem muito menos com que matar a fome, sentou-se e começou a roer o rabo do coelho, deixando-lhe, no fim, apenas um coto. O coelho bem pedia ao gato que lhe restituísse o seu muito estimado rabo:

- Ó gato, dá-me o meu rabo, por favor dá-me o meu rabo.

Ao que o gato retorquiu:

- Só se me deres leite para eu beber. Tu tens a erva para comer e eu não tenho nada com que me possa alimentar.

 O coelho, que o que mais queria era voltar a ter o seu rabo, foi ter com a vaca, que passava por ali perto, pedindo que lhe desse leite, para dar ao gato, para o gato lhe dar rabo.

A vaca disse-lhe que lhe dava o leite se ele lhe arranjasse alguma erva daquela relva, ali ao lado, pois também tinha muita fome.

Foi o coelho ter com a relva do lado e pediu-lhe erva para dar à vaca, para que a vaca desse leite, para o dar o leite ao gato, para que o gato lhe desse o seu rabo.

- Só te dou erva – respondeu a relva - se pedires à chuva para me regar, a fim de que eu possa ficar muito verde, fresquinha e apetitosa.

O coelho foi ter com a chuva e pediu-lhe que regasse a relva, para que ela produzisse erva fresquinha, para alimentar a vaca, para a vaca dar leite, para dar o leite ao gato, para que o gato lhe desse o rabo.

A chuva disse-lhe:

- Só se fores pedir à nuvem que me autorize a cair, a transformar-me em gotas, para poder alimentar a erva.

 Foi ter o coelho ter com a nuvem e pediu-lhe

- Nuvem deixa que a chuva que tens em ti se transforme em gotas, para que as gotas caiam e alimentem a relva, para a relva produza erva fresquinha para alimentar a vaca, para a vaca dar leite, para o leite alimentar o gato, para o gato me dar o rabo.

A nuvem disse-lhe;

- Eu te darei chuva se pedires ao vento que me desfaça para me transformar em gotas.

Mas o vento era muito forte e resolveu soprar com toda a sua força que levou o gato e o coelho pelos ares, ficando o coelho, para sempre, sem o seu elegante rabo.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:33





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031