Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ALHEIRA

Segunda-feira, 03.06.13

A alheira é um tipo de enchido tradicional, fumado, cujos principais ingredientes são a carne e a gordura de porco, o pão de trigo, o azeite e a banha, condimentados com sal, colorau doce e alho, sendo este que lhe dá o nome. Também podem ser usados na confecção da alheira outros ingredientes, como a carne de animais de caça, a carne de peru, o salpicão, o presunto, legumes ou, até, bacalhau.

A alheira, assim como a tradicional morcela açoriana, tem um formato de ferradura, cilíndrico, sendo o seu interior constituído por uma pasta fina elaborada com os ingredientes acima referidos, sendo o invólucro uma tripa natural, de vaca ou de porco, devidamente lavada, preparada e seca.

A alheira tem a sua força de origem em Mirandela, onde se produz em grande quantidade e com excelente qualidade, embora já tenha circulado como fabricada por muitos outros sítios, incluindo Cristelo e a própria França. Depois de assada no forno, a alheira tem um aspecto rechonchudo, brilhante, fofo, muito apetecível e agradável. Acompanhada com batatinha cozida e grelos é simplesmente deliciosa e imperdível mas, lamentavelmente, assim como todos os outros enchidos, interdita a doentes com insuficiência renal.

Consta que a alheira foi inventada pelos judeus como artimanha para escaparem às malhas da Inquisição. Como a sua religião os impedia de comer carne de porco, eram facilmente identificáveis pelos seus perseguidores pelo facto de não fazerem nem fumarem os habituais enchidos de porco. Assim, substituíam a carne de porco por uma imensa variedade de carnes envolvidas por uma massa de pão, escondendo-a dentro da tripa. A receita acabaria por se tornar famosa, popularizando-se, mais tarde, entre os cristãos.

Outrora caseira, actualmente a produção da alheira, em Mirandela, é um negócio industrial. Quem quiser provar uma alheira mais próxima do seu estado "original" e da sua essência, terá de o fazer em alguma das aldeias da raia norte ou raia mirandesa. Porém, as alheiras extrapolam actualmente o território transmontano e abundam em muitas outras regiões do país.

Mas verdadeiramente saborosa, apetecível e muito agradável ao paladar e até à vista é a verdadeira alheira de Mirandela, caseira e produzida com produtos domésticos. Hoje, porém, e com a crescente produção industrial, a verdadeira e atraente alheira é quase um mito, perdido no tempo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 19:07





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30