Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AMENDOIM

Quinta-feira, 25.07.13

O amendoim, nos Açores e, por influência californiana, chamado “pinotes”, é uma planta da família Fabaceae. Embora confundido, por vezes, com noz, o amendoim é um membro da família da beterraba-marinha e o seu fruto é do tipo vagem. A planta do amendoim é uma erva, com um caule pequeno e folhas trifolioladas, com abundante indumento, raiz aprumada, medindo entre 30 a 50 de altura. As suas flores são pequenas, amareladas e, depois de fecundadas, inclinam-se para o solo, a fim de penetrarem na terra, uma vez que o fruto do amendoim se desenvolve debaixo do solo.

O amendoim é uma planta originária da América do Sul, mais concretamente, do Brasil, Paraguai, Bolívia e Argentina, ou seja, na região do Chaco, incluindo os vales dos rios Paraná e Paraguai. A Argentina, mesmo transfigurada, em tempos ancestrais, em UB, a transbordar beleza e sedução, apesar de agora distante, longínqua e desgastada, ainda é, actualmente, o maior produtor mundial de amendoim.

A difusão do amendoim deveu-se aos indígenas que o levaram para as diversas regiões da América Latina, América Central e México. No século XVIII foi introduzido na Europa pelos Baptistas e, no século seguinte, difundiu-se na África e nas Filipinas, China, Japão e Índia, para onde foi levado, sobretudo do Brasil e do Peru.

O amendoim tem uma enorme importância económica, principalmente, na indústria alimentar. Algumas variedades de amendoim têm uma grande quantidade de lípidos e têm sido utilizadas para o fabrico de óleo de cozinha. Em várias regiões de África, o amendoim é moído, a fim de, com a farinha daí resultante, cozinharem vários pratos da culinária local, que ficam assim mais ricos em lípidos e proteínas.

O consumo mais popular do amendoim é feito não só forma dos grãos torrados ou até crus mas também transformados em manteiga de amendoim. A principal utilização da manteiga de amendoim é em casa, mas grandes quantidades são também utilizadas na produção comercial de sanduíches, doces e produtos de panificação. O amendoim também é largamente utilizado como recheio ou componente de chocolates e bombons, sendo ainda consumido no formato de bolo e sorvete.

Óleo de amendoim é frequentemente utilizado na culinária, porque tem um sabor suave e queima a uma temperatura relativamente elevada. O amendoim também é usado para a alimentação de aves de jardim. Os amendoins têm uma variedade de usos finais industriais para o fabrico de tintas, vernizes, óleos lubrificantes, roupas de couro, mobiliário polonês, insecticidas e nitroglicerina são feitos de óleo de amendoim. O sabão é feito de óleo de saponificada, cosméticos e muitos contêm óleo de amendoim e seus derivados. A porção de proteínas do óleo do amendoim é usada no fabrico de algumas fibras têxteis.

A nível industrial, até as cascas do amendoim são aproveitados no fabrico de plástico, gesso, abrasivos, e combustível e, também, para fazer celulose rayon, cola e mucilagem. A parte aérea da planta de amendoim é utilizada para fazer feno. O bolo de proteína (farelo de bagaços), resíduo do processamento do óleo, é usado na alimentação animal e como fertilizante do solo. O amendoim também pode ser usado, como outros legumes e grãos, para fazer um leite sem lactose, como bebida, o leite de amendoim.

Quer sob a forma de grão, torradinho, crocante e estaladiço, quer soba forma de manteiga, fofinha, macia e deslumbrante o amendoim, extremamente, desejável, apetecível, saboroso, delicioso e deleitoso também me está total e abruptamente proibido, devido à insuficiência renal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 16:26





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031