Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SÃO CAETANO DO PICO

Quinta-feira, 01.08.13

A freguesia de São Caetano do Pico é a mais jovem freguesia das seis que constituem o Concelho da Madalena e uma das mais novas da ilha, tendo-se separado da freguesia de São Mateus e instituída freguesia autónoma em 2 de Outubro de 1880, pese embora o local onde se situa, ter sido dos primeiros da ilha a ser ocupado pelos povoadores que, no século XVI, demandaram a ilha. São Caetano, vulgarmente conhecida por Prainha do Sul ou, para os habitantes locais, simplesmente Prainha, situa-se na parte sul da ilha, entre as freguesias de São Mateus e de São João. Localizada a dezoito quilómetros da sede concelhia, engloba os lugares de Prainha, Caminho de Cima, Terra do Pão e Caminho do Meio, este praticamente ocupado por adegas e habitações sazonais.

O que mais caracteriza esta freguesia é o facto de como que aninhar-se no regaço de uma grande baía, com uma parte de rolo e outra de baixio, prolongando-se e estendendo-se, aquém e além, desde as baixas da Terra do Pão até à Ponta dos Coxos. O seu porto, apesar de pequeno e rudimentar, foi, durante muitos anos uma espécie de Plano B, para as lanchas que faziam a ligação Faial-Pico e que, devido à braveza do mar, por vezes, não podiam fazer serviço, nem na Madalena, nem no Calhau, o que tornava aquela viagem, muito demorada, cansativa e, por vezes, dolorosa.

Instalada entre o mar e a montanha do Pico, da qual é a freguesia mais próxima, São Caetano tem um solo bastante irregular, dado que é sulcada por ravinas ou quebradas e demarcada por diversas elevações ou cabeços, como o da Prainha, o Mistério, a Rocha Vermelha e o Paul. O seu território é atravessado por várias ribeiras das quais se destacam a da Prainha, do Dilúvio, da Grota, da Laje e a Ribeira Grande, as quais, no Inverno, adquirem caudais muito volumosos que, por vezes, saltam as margens, galgam os terrenos circundantes, destroem as vias e dificultam a circulação não apenas no povoado mas também na parte sul da ilha.

Atravessada pela estrada que liga a Madalena às Lajes, as restantes vias de comunicação da freguesia, durante muitos anos, limitaram-se a trilhos, primitivos acessos de piso irregular, situados entre o mar e a montanha, que ligavam as vinhas, as terras de milho e de mato ao povoado, com realce para o caminho do mato, que durante anos e anos conduziu quotidianamente os criadores de gado às pastagens dos matos. Alguns destes trilhos foram recuperados e, actualmente, são um importante património paisagístico, destacando-se o trilho da canada de São Caetano que se inicia junto à Prainha do Galeão em forma de escadaria; a canada da Ribeira da Prainha, trilho que ligava a Prainha do Galeão à parte superior da freguesia e que era usado por pescadores e baleeiros e o Largo das Fontes, na encosta da Montanha, famoso pelas suas fontes.

Os primeiros colonos da região fundaram a povoação na zona, hoje denominada por Prainha do Galeão, que deu nome ao lugar e onde Garcia Gonçalves ali fez construir um galeão como forma de pagamento de dívidas ao rei Dom João III. Crê-se que os primeiros colonizadores seriam muito devotos de São Caetano, sacerdote de Vicenza, pelo que o elegeram como padroeiro, dando mais tarde nome à freguesia. Crê-se também, que nos primeiros tempos e ainda quando o lugar pertencia à freguesia de São Mateus, terá sido construída uma pequena ermida em honra de São Caetano, no local onde actualmente se encontra um nicho com a imagem primitiva do santo Em 1878 foi iniciada a construção da igreja paroquial, tendo grande parte da madeira utilizada na mesma, sido oriunda de um barco que naufragou por ali perto

A freguesia de São Caetano possui uma beleza natural muito específica, em boa parte, devido à sua posição geográfica e, sobretudo, por se espalhar pela encosta do Pico. Foi esta beleza e singularidade que o poeta Manuel Alegre estampou num dos seus poemas:

“Este é o sitio, onde se pode ler,

O livro inicial para sempre perdido.

Em São Caetano, o mar é o próprio ser

E o seu mistério, o único sentido”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 19:43





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031