Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A MOBÍLIA

Quarta-feira, 21.05.14

Na Fajã Grande, na década de cinquenta, a maioria das casas tinha apenas três divisões, contendo uma mobília modesta, simples e tosca.

A cozinha era a divisão da casa mais utilizada. Para além do lar e do forno, havia uma mesa de jantar, grande e rudimentar, à volta da qual, se colocava uma ou duas cadeiras e dois bancos. Junto da mesa, existia uma caixa de arrumos, servindo de assento numa das cabeceiras. Junto ao lar havia um lava mãos de ferro, com uma bacia e um jarro de esmalte ou louça. Ao lado um ou dois baldes de madeira que se destinavam a ir encher água à fonte, caso não existisse canalizada. Os lavradores mais abastados possuíam uma amassaria e, em muitos casos, até um guarda louça, alguns com portas de vidro. A amassaria, uma modernidade nestes tempos, tinha uma dupla função: guardar alimentos e alguns objectos e servir de suporte para amassar o pão e estendê-lo, depois de saído do forno. Algumas casas também possuíam guarda louças, mas na maioria a louça era guardada em prateleiras pregadas nas paredes da cozinha. Todas as casas tinham selha e bancos para lavar os pés e balde do porco.

Na sala, onde normalmente dormiam os rapazes, havia uma enorme barra, várias cadeiras, uma cómoda com gavetas de arrumo de roupa e bugigangas. Sobre a cómoda, geralmente existia um oratório e uma infinidade de retratos de familiares emigrados na América, encaixilhados em passe-partouts de papelão. Nos cantos ou junto às paredes, entrelaçadas com as cadeiras, havia uma ou duas caixas, vindas da América em tempos idos e floreiras de madeira, com vasos de plantas, naprons e bolas de vidro encontradas no mar.

Finalmente, no quarto de dormir, quase todo o espaço era ocupado por duas barras: uma para o casal e outra para as filhas. Quando havia crianças recém-nascidas, um berço separava as duas barras. Pregadas nas paredes havia pequenas farripas de madeira, forradas com pedaços de pano onde se guardava a roupa de domingo e das festas.

Junto às portas havia capachos de casca de milho e um relógio, geralmente um Ausónia, vindo da América.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 10:04





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog