Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A MORTE SAIU À RUA

Sábado, 09.02.19

ZECA AFONSO

(APÓS A MORTE DE JOSÉ DIAS COELHO ASSASSINADO PELA PIDE

EM 1 DE DEZEMBRO DE 1961)

A morte saiu à rua num dia assim
Naquele lugar sem nome p’ra qualquer fim
Uma gota rubra sobre a calçada cai
E um rio de sangue dum peito aberto sai

O vento que dá nas canas do canavial
E a foice duma ceifeira de Portugal
E o som da bigorna como um clarim do céu
Vão dizendo em toda a parte ‘o pintor morreu’

Teu sangue, Pintor, reclama outra morte igual
Só olho por olho e dente por dente vale
À lei assassina à morte que te matou
Teu corpo pertence à terra que te abraçou

Aqui te afirmamos dente por dente assim
Que um dia rirá melhor quem rirá por fim
Na curva da estrada há covas feitas no chão
E em todas florirão rosas duma nação 

Autor e Compositor: Zeca Afonso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:07





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728