Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A PRAGA DOS GAFANHOTOS E AS PAPAS DE CAROLO

Quinta-feira, 26.10.17

Conta-se que há muitos anos a Beira Baixa foi invadida por sucessivas nuvens de gafanhotos. A vila de Alcains não escapou à praga e as suas searas de centeio, feijão e milho, assim como as hortas, foram devastadas por completo.

Perante tal tragedia alguns habitantes acendiam fogueiras enquanto outros, com chocalhos e latas faziam barulho tentando afastar os malditos gafanhotos. Mas verdade é que com estes recursos não conseguiram nada. Desesperado, o poso recorreu aos Santos da sua devoção suplicando-lhes que afastassem aquilo que cuidavam ser castigo dos seus pecados.

Lutando contra a fome e com outros males que tão terrível praga provocava, o povo implorou a proteção de Nossa Senhora, de Nosso Senhor e de são Pedro, prometendo realizar 3 festas anuais em três domingos seguidos de agosto.

Na segunda festa, realizada no quarto domingo de agosto, eram feitas ofertas de milho miúdo, cereal ou dinheiro. Percorridas as ruas da povoação, no chamado Dia das Papas cada rancho regressava a casa do seu festeiro, na qual descansavam. Depois, alguns rapazes com os sacos de milho miúdo, trajes de festa, dirigiam-se para os moinhos manuais. Moído o milho, voltavam à casa do festeiro com a farinha. As raparigas peneiravam a farinha, tirando o carolo e separavam-no. O carolo era lavada repetidas vezes e acendiam-se na rua tantas fogueiras quantas caldeiras de papas calculadas. Os rapazes arranjavam colheres de pau muito compridas para tirar as papas das caldeiras recebendo certos “aborrecimentos” das raparigas que os acompanhavam. Finalmente, as papas ficavam cozidas antes do pôr-do-sol e os rapazes punham na rua 3 ou 5 tabuleiros de madeira com mais de um metro de comprimento, onde se vazavam as caldeiras. Assim, as pessoas pobres e as crianças aproximam-se com colheres para se servirem, comendo as papas.

Terminado o jantar das papas, o rancho saía para a rua e em frente da casa do respetivo festeiro, dançavam e cantavam.

 Festas aina se realizam, mas sofreram algumas alterações. O milho para as papas já não é miúdo e os moinhos manuais já não existem.

 

In Tradições de Alcains Castelo Branco

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 23:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031