Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A REVOLTA E O CASTIGO DE LUCIFER (DIÁRIO DE TI’ANTONHO)

Sábado, 18.01.14

Uma “estória” muito interessante que meu avô me contava muitas vezes era a da revolta e do castigo de Lucifer, o anjo bom que vivia junto de Deus e que se tornou no diabo, sendo lançado no Inferno.

Segundo ele me contava, Lucifer era o mais belo, o mais bonito e o mais maravilhoso anjo do Paraíso. O seu nome significava: portador da luz e estava sentado ao lado de deus, beneficiando das suas graças, benevolências, dádivas e favores permanentes.

Lucifer possuía muitas qualidades, algumas um tanto ou quanto estranhas: era tão belo e de aspecto tão delicado que o seu rosto parecia o de uma donzela, os seus cabelos possuíam um brilho dourado e os seus olhos eram azuis e brilhavam mais do que as estrelas. Era esbelto de corpo, elegante no andar e desenvolto nas suas atitudes. Mas, o que mais chamava a atenção dos que com ele conviviam, eram as suas extravagantes botas que calçava: eram vermelhas, de cano longo e com um salto tão delgado que parecia uma agulha.

Além disso Lúcifer gozava da confiança plena de deus. Era o anjo da beleza suprema, exercendo, na corte celeste, algumas funções de grande responsabilidade: era o estilista-mor, o costureiro principal, o chefe dos bailarinos e o cabeleireiro privativo do seu chefe. Mas Lucifer também tinha defeitos e o principal era ser muito vaidoso e ambicioso.

Um certo dia, olhando-se ao espelho, encantado com a sua beleza, exclamou:

- Como sou bonito! Sou tão lindo que mereço um paraíso só para mim!

Decidiu, então, Lúcifer, ir ter com deus, dizendo-lhe:

- Meu deus e meu senhor! Como vedes sou o anjo mais bonito, mais elegante, mais esbelto e mais habilidoso de quantos existem nesta corte celeste. Sou tão belo e tão bonito como tu, por isso eu quero ser igual a ti, em força, em glória, em esplendor e em poder. Quero ter uma corte celestial semelhante à tua, ter coros de anjos e arcanjos ao meu redor, que me obedeçam e sirvam. Quero ser, em tudo, igual ou superior a ti.

Deus ouviu e, embora não cumprindo os seus pedidos, prometeu que se ele ali permanecesse lhe havia de dar mais poder, mais glória e mais exaltação. Mas Lucifer, não aceitou. A sua ambição era infinita e os seus desejos incontroláveis. Por isso Deus, furioso, decidiu castigá-lo severamente.

- A tua ganância e a tua ambição pelo poder perderam-te. Vai-te daqui para fora, vai para o inferno.

De repente abriu-se um enorme buraco no universo, no fundo do qual ardia um lume intenso e devorador, para onde Lucifer foi atirado e onde permaneceu para sempre, junto com os outros anjos maus que o acompanharam na sua revolta contra deus.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 18:07





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031