Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A SAFRA DA RETORTA

Domingo, 25.05.14

Quantas vezes te demandava,

Retorta,

E ficava,

Sentado nas tuas margens,

À espera que chegasse

A maré cheia

E as tuas águas

Se enchessem

De peixes

De espuma

E de sabor a maresia.

 

Depois,

Empolgado,

Lançava

O meu velho caniço

De bambu,

Com fio de nylon

E anzol recheado de isco.

 

 

Rateiros,

Sargos,

Peixes-reis,

Castanhetas

E uma ou outra garoupa.

 

Era a safra da Retorta,

A pequena safra

Da minha pesca,

Na Retorta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 00:33





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog