Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ACIDENTE NO CANTINHO

Segunda-feira, 23.03.15

No dia 20 de março do ano de 1891 deu-se mais uma trágica morte no mar da Fajã Grande, segundo se pode concluir de dados contidos no livro de registo de óbitos referentes àquele ano. O estranho acidente terá acontecido durante a noite do dia 19 para o dia 20, uma vez que o corpo foi encontrado às 6 horas da manhã, a boiar no mar, no lugar do Cantinho, ou seja no, atualmente, chamado Porto Novo. O cadáver foi identificado como sendo António Joaquim da Silveira, de 32 anos, sem profissão, solteiro, filho natural ou ilegítimo de Maria Emília da Glória. Era neto materno de José António Lourenço da Silveira e de Mariana Claudina da Silveira e nascera a 12 de abril de 1859, tendo sido batizado na igreja paroquial de Nossa Senhora dos Remédios da Fajãzinha a dezassete do mesmo mês, uma vez que nessa data a Fajã Grande ainda não fosse paróquia, embora tivesse uma pequena ermida e um cura pelo cura, o padre António José de Freitas que realizou o batismo. Recorde-se que o padre António José de Freitas nasceu na Fajã Grande em 14 de Agosto de 1808. Era filho do alferes Inácio José de Freitas e de sua mulher Maria de Jesus Ter-se-á ordenado presbítero em 1841, ou alguns anos antes, uma vez que nesse ano já era reitor na Lomba, Em 1848 transitou para a Fajã Grande, como capelão da ermida ali existente, funcionando como uma espécie de curato, pertencente à paróquia das Fajãs, com sede na Fajãzinha, tendo como igreja paroquial, a igreja de Nossa Senhora dos Remédios. Colocado na sua terra natal, ali permaneceu até 1851. Nessa altura foi transferido para o Mosteiro, regressando à Fajã Grande, tornando-se, em 1861, o primeiro pároco da nova freguesia, onde veio a falecer, a 8 de Março de 1881, com 73 anos.

Filho de pai incógnito, sem profissão e o acidente ocorreu durante a noite do dia da festa do padroeiro da ermida da Fajã Grande, São José. Tratam-se de indícios que poderão permitir que o rapaz, eventualmente, de costumes pouco abonatórios, se possa ter excedido, talvez com bebida ou então poder-se-á ter tratado de um suicídio. O registo, no entanto, nada permite concluir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 09:52





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031