Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AGOSTO DE 1869

Domingo, 14.12.14

Quando a freguesia da Fajã Grande era ainda uma criança, com oito anos de existência, no longínquo ano de 1869, no mês de agosto, para além de dois adultos, faleceram oito crianças, numa população que, muito provavelmente, não ultrapassaria às mil pessoas, em menos de trezentos fogos.

Muito trabalho terá tido o reverendo António José de Freitas, o primeiro pároco da Fajã Grande, mas que anteriormente já exercia as funções de capelão da mesma.

Assim, no dia 7 de agosto, faleceram duas crianças: uma menina de nome Celestina, com apenas 13 meses de vida, moradora na Rua da Tronqueira, filha de Manuel de Freitas Branco e de Maria de Jesus e um rapaz de nome João de 12 meses, residente na Via d’Água, sendo seus pais António Inácio Júnior e Maria de Jesus. No dia 10, faleceu Maria, de 14 meses, nascida nas Courelas, filha de João de Freitas Fragueiro e de Maria Margarida e ainda Ana, de 2 meses, da Fontinha, filha de Manuel Inácio Furtado e Ana Joaquina. No dia 12 faleceu, Maria de 11 meses, nascida também nas Courelas, filha de Ana de Jesus e pai incógnito. No dia 18, faleceu Tomásia de 13 meses, residente na Fontinha, filha de João Furtado de Sousa e de Ana Margarida e no dia 19, João, de 6, nascido no lugar da Ponta, filho de João de Freitas Botelho e de Isabel Luísa Finalmente, no dia 25 faleceu Mariana, com a idade de 4 anos, nascido na Tronqueira, filha de Manuel de Freitas Carneiro e de Júlia Emília e no dia 28, João de 16 meses, filho de Manuel Inácio Serpa e de Catarina Joaquina, nascido na rua da Via d’Água.

Neste ano de 1869, no entanto morreram mais dez crianças, perfazendo assim um total de dezoito, num conjunto de trinta e um óbitos, ou seja, 58% dos óbitos verificados nesse ano foram crianças. De realçar ainda que, destas dez mortes infantis, ocorridos fora do fatídico mês de agosto, cinco ocorreram no mês seguinte, ou seja em setembro, pelo que se poderá concluir que, por esta altura, a freguesia terá sido assolada por alguma epidemia infantil, até porque, no ano anterior faleceram apenas vinte e cinco pessoas e no seguinte, ou seja em 1870, registaram-se apenas vinte e quatro óbitos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 09:48





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031