Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A MEU PAI

Quinta-feira, 16.01.14

(UM POEMA DE JOSÉ RÉGIO)

 

Foste simples, banal,

Bom, com defeitos, jovial,

E tão pegado à vida,

Que ainda, velho, velho, a não podias crer vivida.

Viveste para as coisas deste mundo,

Que seria melhor

Se o pudesses fazer conforme o teu humor.

Não é por ser teu filho que sou triste,

Demoníaco, angélico, diferente,

Descontente, nevrótico, perverso.

Mas se algo, em mim, resiste

De humildemente humano,

Amigo de viver conforme vai

Vivendo a gente consoante o ano...

A ti o devo, pai !

A ti o devo, se nasci.

E a ti o devo, se inda não morri.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 08:19





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031