Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



AS PALAVRAS

Sábado, 09.08.14

(POEMA DE EUGÉNIO DE ANDRADE)

São como um cristal,

as palavras.

Algumas, um punhal,

um incêndio.

Outras,

orvalho apenas.

 

Secretas vêm, cheias de memória.

Inseguras navegam:

barcos ou beijos,

as águas estremecem.

 

Desamparadas, inocentes,

leves.

Tecidas são de luz

e são a noite.

E mesmo pálidas

verdes paraísos lembram ainda.

 

Quem as escuta? Quem

as recolhe, assim,

cruéis, desfeitas,

nas suas conchas puras?

 

                   Eugénio de Andrade

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 10:51





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31