Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DUARTE BRUNO DE MELO

Sábado, 22.03.14

O poeta Duarte. Bruno de Melo nasceu na vila da Povoação, ilha de S. Miguel, a 6 de Outubro de 1868 e faleceu em Algés, em 17 de Agosto de 1950. Após os estudos primários, viveu em Angra, onde terminou o curso do Seminário e foi ordenado em 1892. Em Lisboa, concluiu o Curso Superior de Letras e o do Instituto Colonial. Foi jornalista profissional e funcionário do Ministério das Colónias, onde dirigiu o serviço de Justiça e Cultos. Foi secretário da Junta Central do Trabalho e Emigração e redactor do Ementário Judicial das Colónias, designado posteriormente Boletim Judiciário do Ultramar. Militante activo da causa republicana, desligou-se do sacerdócio, após a implantação da República, e integrou a Comissão Central das Pensões Eclesiásticas, em 1911, após a publicação da Lei de Separação da Igreja do Estado. Em Lisboa, juntou-se à comunidade açoriana na defesa dos interesses insulares, tendo sido nomeado, em 1944, vice-presidente da Comissão de Defesa e Propaganda das Ilhas. Como poeta, seguiu, numa primeira fase, os cânones parnasianos para, a partir de 1892, se tornar simbolista. Foi um dos pioneiros em Portugal do verso livre, antes da sua prática se tornar corrente com Fernando Pessoa e o modernismo. A sua obra está dispersa por jornais dos Açores e Lisboa.

 

Dados retirados do CCA – Cultura Açores

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 16:22





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031