Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ENTRE SANTA BÁRBARA E ANGRA

Domingo, 16.11.14

O Francisco Dolores nasceu em 1949, na ilha de Santa Maria, frequentou o Seminário Menor de Ponta Delgada, a partir de 1962 e o de Angra de 1964 a 1974, altura em que completou o curso teológico. Ordenado presbítero, foi colocado, como Vigário Cooperador das Lajes – Terceira e nomeado Delegado Diocesano da Juventude para o Concelho da Praia da Vitória. Leccionou as disciplinas de Historia, Português e Religião e Moral na EB da Praia da Vitória, durante alguns anos. Em 1979 foi nomeado pároco de Santa Bárbara e das Doze Ribeiras. Em 1980 deslocou-se aos E. U. A e Canadá, onde criou, com o apoio da "Voz dos Açores" e outras entidades, Comissões de Apoio à reconstrução das freguesias de Santa Bárbara, Doze Ribeiras, Cinco Ribeiras e outras. Fundou e dirigiu o mensário "Família. A partir de 1983, em dois mandatos intercalares, foi Administrador da União Gráfica Angrense. Em 1989 foi nomeado pároco de Nossa Senhora de Belém e do Posto Santo. A partir de 1993 paroquiou a freguesia de São Bartolomeu dos Regatos, sendo, em 2002, nomeado Pároco e Reitor do Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Angra do Heroísmo, onde se mantém. Exerceu ainda os cargos de Ouvidor Eclesiástico de Angra, de Vigário Judicial Diocesano e Notário do Tribunal Eclesiástico. Foi Director do Secretariado das Migrações, do Secretariado da Pastoral Juvenil e Redactor e Chefe de Redacção de "A União", jornal de que é colunista. Foi o responsável, na diocese, pelo Secretariado Diocesano da Comunicação Social. Actualmente é Assistente da Cáritas da Ilha Terceira e do Conselho Central das Conferências Vicentinas.

O Dolores chegou ao Encontro de braços abertos para euforicamente todos abraçar e com vontade de em tudo se envolver. A sua intensa actividade paroquial, no entanto, impediu-o de participar nalguns eventos. Nos que esteve presente, porém, deliciou-nos com a sua meiga exuberância, com o seu convívio efervescente e a sua amizade inebriante, orientando, esclarecendo e dando informações sobre espaços, costumes, sobre aquilo que mudara no Seminário e na cidade. Foi sobretudo em Santa Bárbara, quando nos preparávamos para homenagear o neo-sacerdote Tadeu, e aguardamos durante algum tempo a sua chegada ao templo, para lhe cantar o “Juravit Dominus”, que o Dolores, já paramentado a rigor, nos foi acompanhando, esclarecendo e fortalecendo. Por tudo isso foi mais um dos “Senhores” do Encontro.ses

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 22:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30