Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



HISTÓRIA DA GUERRA HISTÓRIA DA PAZ

Sexta-feira, 01.01.16

 

A guerra nasceu

quando a paz sucumbiu

e, de repente,

gravou sulcos dolorosos,

pespegou estigmas,

com fumos de pólvora cinzenta.

 

Na guerra:

os ruídos,

(aparentemente adocicados)

das madrugadas

eram ecos de canhões,

de ribombar de morteiros,

de roncar dos obuses

que sobraram

das noites

e dos dias anteriores,

 

A guerra

é um tormento terrível,

arrepiante,

destruidor.

 

Na guerra,

(como pássaros em cio)

esvoaçam balas,

malditas,

traiçoeiras,

mortíferas.

 

Na guerra

(como repuxos florescentes)

explodem minas.

rebentam granadas.

Tiros de metralhadora

estouram em cachão

(como se fossem pétalas

em manhãs de festa).

 

Na guerra:

corpos destroçados!

- Velas desfeitas de barcos naufragados.

corpos ensanguentados!

- Cachos de uva, espremidos em prensa.

E…

um medo, enorme, do dia seguinte.

 

A Paz

exige-se

que renasça

que se firme

que se torne presença quotidiana.

 

A Paz

é necessária

imperiosa,

urgente,

indispensável

e obrigatória

porque a paz e só a paz

(fruto da boa vontade dos homens)

pode

quer

deve

e tem a força necessária

para transformar

esta lamentável e hedionda história da humanidade

 - história de guerra -

numa simples e maravilhosa história de amor

 - história de paz!

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 00:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31