Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



JOSÉ CAETANO DE LACERDA

Segunda-feira, 28.07.14

O médico e poeta José Caetano de Sousa Pereira de Lacerda nasceu na freguesia da Ribeira Seca, concelho da Calheta, S. Jorge, em 21 de Julho de 1861 e faleceu no Estoril, em 12 de Julho de 1911. Formado pela Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa em 1894, exerceu clínica no Hospital de S. José, a partir de 1903, tornando-se notado pelos seus conhecimentos científicos, particularmente em psiquiatria. A tese de fim de curso, Os neurasténicos, marcou o rumo dos seus estudos, sendo um dos capítulos considerado como incluindo tudo quanto existia de mais moderno na ciência patológica social, na altura.

Segundo Pedro da Silveira a poesia de José Caetano Lacerda, não sendo, a rigor, simbolista, também não cabe na classificação de parnasiana, antes tipifica um momento de intervalo entre o Parnaso e o Simbolismo. Daí que Flor de Pântano nunca obtivesse dos críticos a atenção que merecia, limitando-se a arrumá-lo como «poesia científica», isto à conta apenas das expressões paramédicas contidas nos poemas. Foi considerado como um espírito superior, vibrátil, que possuía uma estranha organização de artista, uma alma de poeta, veemente e sonhadora. Flor de Pântano é um livro acima do banal, que nos impressiona, que não esquece. Deixou colaboração em várias revistas e jornais, nomeadamente no jornal A Justiça, publicado nas Velas, ilha de S. Jorge, onde colaborou, regularmente. Foi deputado eleito pelo círculo de Angra do Heroísmo em 1901, nas listas do Partido Regenerador.

Obras principais: Hecatombe, a propósito do incêndio do teatro Baquet, Flor de Pântano, Lupercais, Os neurasténicos. Esboço de um estudo médico e filosófico, Bíblia Íntima, Esboços de Pahtologia Social e ideias sobre Pedagogia Geral e Algumas palavras sobre interesses açorianos pronunciadas na Câmara dos Deputados e ampliadas depois, com ligeiras notas a respeito do parlamentarismo português, e sobre a origem geológica, a situação geográfica, o clima, a flora, a fauna terrestre e marítima, o descobrimento, a colonização, a navegação, etc. do arquipélago dos Açores.

 

Dados retirados do CCA – Cultura Açores

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 08:18





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog