Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



LAMENTO DA SEBE PODADA

Domingo, 06.04.14

Lamento o choro dos salgueiros, dos álamos e dos choupos

E ouço, ao longe a voz da desistência, das mãos atadas, encolhidas,

Tentando remendar o silêncio das folhas destroçadas, tentar

Estimulando os murmúrios aveludados dos ramos destruídos.

Hoje é dia de dor pujante, de silêncio amargurado, de sonhos inacabadas,

Onde se revolta, dramaticamente, a destruição dos troncos virgens,

Das folhas imberbes, da robustez consubstanciada no desalinho.

Espaço perdido, contra o qual u vento se atira, loucamente,

Como se acalentasse o suplício das folhas destruídas

E as confundisse com os destroços de guerras nunca terminadas,

Onde as flores murcham, à porfia, e as fontes secam, em frenético reboliço.

O nítido brilhar das gotículas de água, cessa a inebriante teimosia

De se suspender nas folhas verdejantes

E surgir, apenas, como arquétipo da desilusão e da amargura,

Na companhia da verdade perdida, salpicada de brisas matinais.

A decisão da poda, mesmo que turva de ilusões, é sempre cruel,

Excede-se em labirintos energúmenos que o próprio vento não desfaz.

Talvez, depois da poda, o vento se minimize e aquiete súplicas

Na eminência dum recheio opípara, ornado de encanto e ternura.

 

Sebe de cor verde, quando te revoltas,

A tua voz ergue-se silenciosa e indefinida

Transformando a demência dos teus troncos,

Velhos e entontecidos,

E a linearidade das tuas folhas,

Truncadas e fendidas,

Numa doce ilusão, onde domina quietude

Onde há beleza perene e elegância salutar.

Durante toda a tua curta vida,

- curto período em que não és podada -

Acredita que o vento continua a ser o teu amante

Mesmo que as tuas folhas amareleçam

E os teus caules se calcifiquem de musgos e limos.

 

O que eu quero é ver-te no meu jardim

Podada, sim, mas elegante e altiva.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 15:51





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930