Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MARIA PAMPILHOSA

Terça-feira, 14.01.14

Quando eu era criança, entre muitas outras, ouvia contar a “estória” da Maria Pampilhosa. Rezava assim:

Maria vivia numa pequena freguesia mas, contrariamente à maioria das mulheres da terra que andavam mal vestidas e eram pouco elegantes, sobretudo devido às canseiras e trabalhos domésticos e agrícolas em que se envolviam diariamente, era muito elegante, vestia, habitualmente, roupas novas, modernas e muito caras o que a tornava muito arrogante e vaidosa.

Certo dia decidiu deslocar-se à igreja para assistir à missa. Vestiu-se, penteou-se, pintou-se e perfumou-se, apresentando-se à porta do templo muito limpa e asseada, cheia de arrogância e vaidade.

A missa já havia começado e a pequenina igreja estava repleta de fiéis. Um pouco atrasada, Maria entrou no templo, precisamente no momento em que o celebrante se voltava para o povo e com as mãos abertas preparava-se para proferir o “Dominus Vobiscum”. No entanto, ao voltar-se e ao vê-la, o sacerdote ficou de tal maneira deslumbrado que, abrindo os braços, em vez da saudação litúrgica proposta no missal, exclamou:

- Lá vem Maria Pampilhosa toda bonita e vaidosa.

Ao que esta retorquiu:

- À minha custa e não à vossa.

O sacristão que era um pobre coitado, sem ter onde cair morto, cuidando que o habitual “Et cum spirito tuo” não teria ali sentido, respondeu:

- E eu por não ter dinheiro do cu me fizeram um candeeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 12:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031