Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MASCARADO DE BALOFO

Sábado, 01.03.14

O Guias adorava panquecas, sobretudo recheadas e comia-as, com muita frequência, deliciando-se e enternecendo-se. Como engordasse de dia para dia, a mãe senhora austera e de rígidos costumes, decidiu cortar-lhas do cardápio. Única e exclusivamente por um capricho maternal, o Guias nunca mais provaria sequer uma panqueca. E o Guias ficando sem as suas adoráveis e saborosíssimas panquecas, muitas delas recheadas com um pastoso creme de Maizena, às escondidas da mãe, virou-se aos dónutes. Era dónutes à noite, eram dónutes de manhã, ao almoço e ao lanche, dónutes a cada hora do dia, dónutes recheados, dónutes recobertos de chocolate e açúcar, dónutes simples, mas também eles muito saborosos e, consequentemente, muito apetecíveis. Comeu tantos dónutes, o Guias, que se transformou num belo e deslumbrante balofo. Tentava fazer uma contagem de todos os dónutes que comia por dia, mas era-lhe impossível. A mãe, admirada, por o Guias não reclamar das suas panquecas, começou a desconfiar. Mas nunca descobriu ou não quis descobrir o fio à meada. Assim quantos mais dónutes o Guias comia, mais dónutes desejava comer.

E quando a mãe, algum tempo depois, se apercebeu de que algo de anormal se passava, porque o Guias se transformara, se tornara volumoso, inchado e muito empolado de tantos dónutes comer e lhe perguntou por que estava assim, como fosse por altura do Carnaval, o Guias, simplesmente, explicou:

- Mascarei-me de balofo.

A mãe acreditou e o Guias continuou a comer muitos e saborosos dónutes, às escondidas da sua progenitora. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 11:43





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031