Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MONSANTO - ALCANENA

Segunda-feira, 27.08.18

Outra das atuais freguesias que constituem o concelho de Alcanena é a freguesia de Monsanto, com uma população de 886 habitantes, numa área de 17,3 Km2, um pouco mais do que a ilha do Corvo.

O azeite e o figo são produções agrícolas com algum peso económico. No entanto, a indústria de curtumes está muito implantada na freguesia que, em 1970, contava com uma dezena de unidades. Conta também com uma indústria de vassouras e de velas, pequeno comércio e agricultura.

Na freguesia, que tem como orago o Divino Espírito Santo, realizam-se nesta as festas em honra de S. Sebastião. No coração do Covão do Feto, a tradicional festa da Espiga, junto à antiga Fonte do Pião. A festa do Divino Espírito Santo e Mártir S. Sebastião sempre no último fim-de-semana de julho. Existe também um Mercado Semanal que se realiza aos sábados.

Património Cultural e Edificado: Igreja Paroquial do Espírito Santo, Capela de Nossa Senhora dos Remédios, em Covão do Feto, Torre do Relógio, Edifício da Casa do Povo, Fonte do Pião, Fonte d’Além e Largo Arbirú.

Gastronomia: Broa caseira, Magusto, Cachola de Porco, Chouriço Caseiro, Coscorões, Arroz doce e Bolos de Noiva.

Artesanato: Vassouras e piaçabas em palmas e velas.

Coletividades: Grupo Desportivo e Recreativo de Monsanto, Centro Cultural e Recreativo do Covão do Feto, Clube Amador de Caça e Pesca de Monsanto, Casa do Povo de Monsanto e Espeleo Clube Lisboa, Estremadura e Ribatejo, Centro de Acolhimento “A Casinha”, Associação “A Torre”.

Conta-se em Monsanto uma curiosa lenda que explica a origem do nome desta freguesia. Reza assim: numa antiga apela situada no cimo de um cabeço onde existia uma corda comprida, presa ao sino, que era usada para dar o alarme aos habitantes em caso de perigo. Certo dia, um burro que por ali pastava puxou a corda, fazendo tocar o sino, acorrendo de imediato a população para saber o que tinha acontecido. Quando chegaram ao local, viram que tinha sido o burro quem puxara a corda, e viram ladrões a correr, logo começaram a chamar ao animal «burro santo» e ao local «monte santo». Daí a Monsanto foi um passo».  

A freguesia já pertenceu ao antigo Concelho de Torres Novas tendo passado para o de Alcanena em 1914. Contudo, esta é uma terra medieval, uma vez que a sua confraria foi instituída em 1353. Toda a região pertenceu à Casa Ducal de Aveiro, que, em consequência da sentença de 1759, aquando da tentativa de assassinato de D. José, viu todos os seus bens confiscados.

Cândido Cardoso Calado, filho da freguesia, veio a ser Conde, “O Conde de Monsanto”, que muito contribuiu para a sua terra natal. Em 1872 recebeu a Ordem de Cristo, a Ordem de Isabel, a Católica, do rei de Espanha, e D. Luís I concedeu-lhe o título de Conde de Monsanto.

counter

contador de visitas on line online associações
contador de visitas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 00:14





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Agosto 2018

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

GEOCLOCK


contadores de visitas

GEOWEATHER


contador de visitas blog

GEOCOUNTER


contador de visitas

GEOUSER


contador de visitas

GEOCHAT


contador de visitas