Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



NOVA TRANSPORTADORA MARÍTIMA ENTRE AS FLORES E O CORVO

Domingo, 26.01.14

Desde do corrente mês de Abril, que a Empresa de Barcos do Pico de Amaral, Felicianos & Faria Lda, passará a ser a única responsável pelas as ligações marítimas entre as Flores e o Corvo, assegurando pelo menos duas viagens semanais entre as Flores e a mais pequena ilha dos Açores, com a excepção dos meses de Julho e Agosto, em que se prevê que sejam realizadas três ligações por semana.

A viagem inaugural realizou-se no passado domingo, dia sete, sendo efectuada pelo navio “Lusitânia” que saiu na passada sexta-feira, dia cinco de Abril, do porto da Madalena com destino ao grupo Ocidental açoriano. O Lusitânia que, no dia sete, partindo de Santa Cruz, atracou no Porto da Casa, no Corvo, concretizando assim a primeira viagem entre as duas ilhas, ao abrigo do novo contrato de concessão deste serviço. Segundo o jornal on-line Açores-9 e outros meios de comunicação social da região, o Fundo Regional da Coesão, na sequência do procedimento por concurso público, adjudicou no início de Janeiro o contrato de prestação de serviços relativo ao transporte marítimo regular de mercadorias entre as ilhas das Flores e do Corvo, àquela empresa, pelo montante global de 1.062.600 euros. O contrato foi visado pelo Tribunal de Contas, no dia 19 de Março, entrando de imediato em vigor.

A Empresa de Barcos do Pico vai, assim, a partir de agora, assegurar as ligações semanais entre Flores e Corvo, sendo esse serviço de transporte efectuado pelo navio Lusitânia, com uma capacidade de carga de 125 toneladas, e, em caso de impedimento deste, pelo navio Cecília A, com capacidade para 350 toneladas de carga. Esta nova operação vai permitir um aumento da capacidade média semanal de carga transportada de cerca de 60 toneladas, podendo ser transportadas para o Corvo, em média e por semana, mais de 277 toneladas. Com a entrada em vigor do novo contrato, o anterior quadro que regulamentava o transporte marítimo de mercadorias entre as Flores e o Corvo deixa de vigorar, bem como os direitos e obrigações previstos.

Sendo assim, a MareOcidental, empresa de transporte marítimo sediada em Santa Cruz das Flores e que, até agora, fazia a ligação entre aquelas duas ilhas do grupo ocidental açoriano, vai encerrar, uma vez que, segundo Mauro Lopes, sócio-gerente da MareOcidental “a entrada de um novo operador de transporte marítimo de mercadorias não deixa outra alternativa à empresa.” Prevê-se, assim, que o encerramento da empresa coloque no desemprego 11 funcionários, o que, numa ilha com pouco mais quatro mil habitantes é muito

Aquele jornal ainda acrescenta que secretário regional do Turismo e Transportes revelou, na Comissão Parlamentar de Economia, que o processo de elaboração das obrigações de serviço público do transporte marítimo de passageiros e carga rodada vai estar concluído no final do ano

Uma outra boa notícia para florentinos e corvinos, vinculada pelos jornais açorianos é a de que o navio "Odin Finder" já se encontra desde o passado dia oito, no porto da Horta e de que já se encontram a bordo técnicos qualificados da PT Açores. Recorde-se que o RV Odin Finder é o navio que vem fazer o "survey" da rota de lançamento dos novos cabos submarinos que ligarão a Praia de Porto Pim, na ilha do Faial ao Boqueirão de Santa Cruz das Flores, ao Boqueirão do Corvo e ao Carapacho na ilha Graciosa.

Texto publicado no Pico da Vigia em 11 de Abril de 2013

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 10:16





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031