Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O CURRICULO E OS PROFESSORES DO SEMINÁRIO DE ANGRA NAS DÉCADAS DE CINQUENTA E SESSENTA (ENSINO PREPARATÓRIO)

Segunda-feira, 12.05.14

O Ensino Preparatório, no currículo do Seminário, tinha a durabilidade de cinco anos, dos quais os dois primeiros, a partir do ano lectivo de 1956/57, eram leccionados no Seminário Menor de Ponta Delgada. A partir do ano lectivo de1958/59 o plano curricular destes cinco anos de ensino no Seminário era, praticamente, igual ao do ensino oficial, sendo, no entanto, acrescido de Latim, com uma carga horária bastante ampla e com o desenvolvimento dos conteúdos programáticos de Música e de Religião. As restantes disciplinas eram rigorosamente as mesmas dos currículos oficiais do Liceu e da Escola Industrial, com excepção da Educação Física, vulgarmente designada por Ginástica, mas que era mais considerada uma prática do que propriamente uma disciplina, uma vez que não tinha qualquer componente teórica, nem avaliação. Durante muitos anos foi leccionada pelo Dr Tavares da Silva, (Flete Oscila) professor de Educação Física na Escola Comercial e Industrial de Angra, ficando, posteriormente, à responsabilidade do prefeito. Era leccionada uma ou duas vezes por semana, durante a hora de estudo da manhã.

Na génese destas mudanças curriculares e como seu estratega e mentor, esteve o Dr. José Enes, com a colaboração do Dr Cunha de Oliveira. Os seus objectivos principais eram os de, por um lado, aproximar os currículos do Seminário aos do ensino oficial e, por outro, enriquecer cultural e cientificamente a formação dos futuros sacerdotes e ainda proporcionar aos que saíam, uma maior facilidade em obter equivalências junto das instituições do ensino oficial

O corpo docente que detinha o Seminário de Angra, à altura era bastante numeroso e constituído por um lote de professores, homens de letras, de ciência, de grande sabedoria, de profundos conhecimentos e defensores dos mais nobres princípios de humanismo, formados na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, aos quais se juntavam alguns padres que mais se distinguiam na diocese pelo seu conhecimento específico, numa ou noutra disciplina. Na globalidade, os professores do Seminário revelavam uma competência capaz de mobilizar os parcos recursos pedagógicos disponíveis, na altura, e que quase se limitavam aos manuais. É gratificante recordar estes mestres que, apesar de na maioria dos cassos se amarrarem em demasia a práticas pedagógicas tradicionais, sabiam criar uma grande empatia e laços de amizade com os alunos e motivá-los para o estudo, para o qual dispúnhamos de mais de quatro horas diárias: Português e Desenho – P.e Coelho de Sousa, Latim – Dr Alfredo Tavares, Francês – Dr Valentim, Inglês – Monsenhor Lourenço, Matemática e Geografia – Cónego Jeremias, Físico-Química e Ciências Naturais – P.e Vitorino, História Universal e Religião – P.e Augusto Cabral, Música – Dr Edmundo Oliveira. Outros professores: P.e Horácio Noronha, Dr Valentim Borges, Dr Artur Goulart, P.e Afonso Quental, P-e Jaime Silveira e no Seminário Menor: P.e Jacinto Almeida, Dr Hermínio Pontes, Dr Simão Leite Bettencourt, P.e José Franco, P.e Agostinho Tavares e P.e José Baptista.

Um reconhecimento muito grande e uma gratidão imensa a todos estes homens que colaboraram, significativamente, na formação humana e académica de dezenas de jovens que na década de sessenta frequentaram o Seminário de Angra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 11:10





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog