Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O SILÊNCIO DAS CINZAS

Terça-feira, 19.08.14

Não se espalhe mais fogo sobre a terra,

Qu’o mar, lá longe, não o apaga. Verde!

Destemido sorriso que se perde.

Em eco de tarde incauta. Dilacera,

 

Dói, queima, petrifica e aterra…

Terror canonizado que se verte.

Parem! Deixem que a terra se liberte,

E que a dor se transforme em quimera.

 

Se o perfume das cinzas dulcifica

É tarde p’ra travar. Abram os rios,

Não destruam mais florestas inocentes.

 

Minhas súplicas, flexíveis repúdios,

Bramidos que se perdem, displicentes.

Só o silêncio das cinzas purifica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 22:37





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31