Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



OS RELATOS DE FUTEBOL

Domingo, 13.04.14

Nas férias da Páscoa, no Seminário Menor de Ponta Delgada, nos anos cinquenta, o futebol era rei, uma vez que, naquela altura, se realizava o campeonato açoriano, em que participavam os clubes, representantes de cada uma das três associações açorianas – Ponta Delgada, Angra e Horta - de que haviam sido respectivamente os campeões distritais. Um ano em Ponta Delgada, noutro em Angra e outro na Horta. A Associação de Futebol de Ponta Delgada era geralmente representada pela União Micaelense ou pelo Santa Clara, a de Angra pelo Lusitânia ou pelo Angrense e a do Faial pelo Angústias Atlético ou pelo Fayal Sport. Em São Miguel, no entanto existiam outros clubes, a cujos jogos assistíamos regularmente: o Micaelense, o Marítimo, a União Sportiva e o Operário da Lagoa. Eu não percebia nada de futebol, não sabia os nomes da maioria dos clubes, nem muito menos as cores das suas camisolas ou identificação dos jogadores. Mas como o Manuel Faria era um profundo conhecedor da modalidade, eu, mesmo que não quisesse, aprendia tudo com ele e, se quando saí das Flores não sabia o nome de um único jogador de futebol do Benfica, agora já identificava a cor das camisolas dos principais clubes e até já decorara a célebre linha avançada do glorioso, de que o Manuel Faria tinha um orgulho enorme: José Augusto, Santana, Águas, Coluna e Cavém. Como na Fajã Grande existia um clube, o Atlético, que vestia camisola azul e calção branco, o Manuel Faria motivou-me a simpatizar com os clubes com a mesma cor da camisola do clube da minha freguesia., pelo que, m São Miguel eu era do Micaelense, enquanto, a nível nacional, o clube da minha preferência era o Belenenses. Assim e como o Micaelense, cujas iniciais do nome eram precisamente iguais às do nome dele – M. F. C., - nunca era campeão de São Miguel e consequentemente, nunca iria disputar o campeonato açoriano, eu estaria sempre a apoiar as equipas do Faial.

Era no quarto do padre José Franco que nos juntávamos para ouvir os relatos. Como era altura de férias da Páscoa, os alunos de São Miguel tinham-se ausentado para as suas freguesias e os das ilhas cabiam lá todos, embora alguns, como eu, pouco interessados na modalidade, ficassem à porta ou a brincar no corredor. Geralmente era a Terceira ou São Miguel que ganhava, ficando o representante da Horta em último lugar o que muito molestava e entristecia o Manuel Faria.

Ainda antes do fim do ano o Manuel Faria havia de ter um outro desgosto. É que nesse ano o Porto foi o campeão, enquanto o Benfica ficava em segundo lugar, provocando-lhe, no entanto, dias depois, uma pequena alegria, ao ganhar a Taça, vencendo o Porto na final por 1-0. O Belenenses, nesse ano, ficou em 3º lugar, por conseguinte à frente do Sporting.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 12:18





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930