Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



TENENTE BARTOLOMEU LOURENÇO FAGUNDES

Sábado, 18.01.14

O tenente Bartolomeu Lourenço Fagundes nasceu no lugar da Fajã Grande, freguesia das Fajãs em 1753. Era filho de António Silveira Azevedo, natural de Santa Luzia do Pico e de sua mulher Catarina de Freitas, natural do lugar da Fajã Grande, freguesia das Fajãs casados na igreja da Fajãzinha, em trinta de Janeiro de 1752. Era neto paterno de José Pereira de Azevedo, natural de Santa Luzia do Pico e de Madalena de São João, provavelmente natural da freguesia de São João do Pico e materno de Bartolomeu Lourenço e de sua mulher Isabel de Freitas, sendo bisneto do Alferes André Fraga Pimentel. Casou, na igreja da Fajãzinha, na altura ainda igreja paroquial da freguesia das Fajãs, com Ana de Freitas, nascida em 1756, no dia 17 de Janeiro de 1774, filha de Manuel Lourenço e de sua segunda mulher, Joana de Freitas.

Sabe-se que Bartolomeu e Catarina tiveram vários filhos, sendo um deles o padre José Narciso da Silveira, um outro Manuel Joaquim Fagundes e ainda um terceiro de nome Francisco Lourenço da Silveira.

Bartolomeu Lourenço Fagundes foi tenente de um ou de mais de um dos vários fortes existentes na Fajã Grande e na costa oeste das Flores, como já o tinha sido o seu bisavô, o alferes André Fraga de Mendonça. Estes fortes destinavam-se sobretudo a proteger a população da ilha e defendê-la dos ataques dos piratas. Os mais conhecidos na zona costeira da Fajã Grande eram o Castelo da Ponta, o Vale do Linho, a Castelhana e o Estaleiro, devendo ter existido um quinto, para os lados do Areal, mas dele não há memória.

O tenente Bartolomeu Lourenço Fagundes faleceu em 16 de Novembro de 1816, tendo a sua mulher falecido alguns meses antes, mais concretamente, em 23 de Janeiro do mesmo ano.

Teve o tenente Bartolomeu Lourenço Fagundes um neto também chamado Bartolomeu que foi avô do meu avô materno que assim e por arrastamento era conhecido por José Batelameiro – uma adaptação popular de Bartolomeu - quando o seu nome real era José Fagundes da Silveira. De avô em avô conclui-se que o tenente Bartolomeu Lourenço Fagundes era meu penta avô e, naturalmente, é por essa razão, que tem direito a esta crónica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por picodavigia2 às 10:47





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031