Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



URBANO DE MENDONÇA DIAS

Sábado, 08.03.14

Urbano de Mendonça Dias nasceu em Vila Franca do Campo, a 27 de Junho de 1878 e faleceu, na mesma cidade, em 4 de Fevereiro de1951. Fez a instrução primária em Vila Franca do Campo, prosseguindo os estudos liceais no Colégio Fisher, em Ponta Delgada. No ano de 1903 licenciou-se em Direito na Universidade de Coimbra. Ainda como estudante, juntamente com o Padre Ernesto Ferreira, fundou em 1902 a revista A Phenix. De regresso a S. Miguel, com o mesmo amigo, liderou o jornal A Vila e colaborou também no O Autonómico. Começou a sua vida profissional como ajudante privativo do conservador da Comarca e abriu banca de advogado. Com um Humanismo social ligado à terra que procurava corresponder às enormes carências e miséria que grassavam entre as gentes das ilhas, fundou, em 1904, juntamente com César Rodrigues e Cortes Rodrigues O Externato de Vila Franca do Campo e que foi fundamental para a educação e desenvolvimento da Vila em todo o século XX. Assumiu alguns cargos políticos como Procurador à Junta Geral do Distrito de Ponta Delgada, Administrador do Concelho de Vila Franca do Campo, Governador Civil do Distrito de Ponta Delgada e Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca. Monárquico e de cunho nitidamente municipalista integrou-se no segundo movimento autonómico dos Açores. A sua actividade literária estendeu-se a obras de ficção e de teatro, mas é na história que o seu trabalho e o amor às ilhas mais se revelam, em várias monografias que revelam grande atenção e cuidado no tratamento das fontes, sendo fundamentais para a história local e regional.

As suas principais obras são: A Vila, Loucos de Amor, Peço a Palavra, Alvores da Mocidade, O meu primeiro Amor, História dos Açores, História da Instrução nos Açores, O Solar da Castanheira, Literatos dos Açores, História do Vale das Furnas, A Assistência Pública no Distrito de Ponta Delgada, A Senhora Doutora, Instituições vinculares: os morgados das ilhas, O meu Amor, Mr. Jó, As Ilhas do Atlântico – a que chamam adjacentes, Madre Teresa d’Anunciada: a freira do S. S. Cristo dos Milagres, A Vida de Nossos Avós, O Tio Francisco, História das Igrejas e Conventos e Ermidas Micaelenses.

 

Dados retirados do CCA – Cultura Açores

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por picodavigia2 às 12:44





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

VISITANTES

free web counter

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031